Forças sírias já retomaram mais da metade de zona rebelde de Aleppo

Tropas do regime Assad conseguem avanços na cidade dividida entre governo e oposição. Ofensiva iniciada em meados de novembro já deixou dezenas de milhares de deslocados e centenas de civis mortos.Forças do governo sírio fizeram novas conquistas em Aleppo neste sábado (03/12), onde já controlam mais de 60% das áreas antes nas mãos dos rebeldes, no leste da cidade. Após quatro anos de domínio sobre cerca de metade de Aleppo, os combatentes de oposição estão cada vez mais encurralados no centro do enclave. Durante a noite, foi recuperado o distrito de Tariq al-Bab, palco de intensos combates no dia anterior. Forças sírias e aliadas também retomaram o controle do bairro de Al Yazmati, após confrontos com facções rebeldes, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Segundo a ONG, as forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad, também avançaram pelo distrito de Karam al Turab, próximo ao aeroporto, embora ainda não tenha sido tomado totalmente. Enquanto isso, aviões de combate tiveram como alvo os bairros de Al Shaar, Al Salah ad-Din e Al Firdus. Por sua vez, os grupos rebeldes dispararam foguetes contra os arredores da zona de Al Misir, onde houve enfrentamentos. Som da guerra O som da guerra prevalecia na cidade na manhã deste sábado. Segundo o Observatório Sírio, dois pilotos de aviões do regime foram mortos após as forças de oposição derrubarem um avião que se aproximava do aeroporto de Aleppo. A Rússia, principal aliada do governo sírio, afirma que seus aviões não bombardeiam Aleppo desde o último dia 18 de outubro, mas militares russos ajudaram a combater tentativas dos rebeldes de romper o cerco à cidade. Desde que o regime Assad deu início à ofensiva atual, em meados de novembro, mais de 31 mil pessoas fugiram de suas casas – para áreas controladas pelo governo ou curdas ou mais para o interior do enclave sob domínio rebelde. A ofensiva também já resultou na morte de mais de 300 civis. No total, mais de 300 mil pessoas foram mortas desde o início da guerra civil na Síria, em 2011, e mais da metade da população do país foi deslocada. LPF/efe/ap/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos