Exército sírio suspende ofensiva em Aleppo, diz Rússia

Ministro russo do Exterior garante que operações militares das forças sírias, apoiadas por Moscou, foram interrompidas no leste da cidade para permitir a evacuação de 8 mil civis.O Exército da Síria suspendeu seus ataques em Aleppo para permitir a evacuação de milhares de civis do leste da cidade, disse nesta quinta-feira (08/12) o ministro russo do Exterior, Serguei Lavrov. "Posso dizer hoje a vocês que as operações de combate do exército sírio foram interrompidas no leste de Aleppo porque há uma grande operação em andamento para evacuar civis", afirmou Lavrov, que está na Alemanha para reunião da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). O ministro russo acrescentou que cerca de 8 mil pessoas deixarão a parte sitiada da cidade síria através de uma rota de cerca de cinco quilômetros especialmente designada para isso. Em resposta às afirmações de Lavrov, os Estados Unidos, que apoiam as forças da oposição, disseram haver "uma indicação de que algo positivo pode acontecer, mas nós teremos que esperar para ver se essas declarações terão reflexos na prática", afirmou Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca. Também nesta quinta-feira, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC, na sigla em inglês) disse ter evacuado, no dia anterior, um abrigo na parte antiga de Aleppo e retirado 148 pessoas com necessidades especiais, que foram transferidas para hospitais ou outros abrigos no oeste do país. Pawel Krzysiek, coordenador de comunicação do ICRC em Damasco, afirmou que esses civis haviam sido "esquecidos" em meio aos combates. Segundo ele, o local era um antigo asilo para idosos, mas abrigava também deficientes físicos e doentes mentais, além de feridos que lá buscaram refúgio. Desde o início da atual ofensiva, que conta com o apoio da aliada Rússia, o regime do presidente Bashar al-Assad já recuperou cerca de 75% do leste de Aleppo, que desde 2012 é bastião dos rebeldes. Dezenas de milhares de pessoas foram desalojadas da cidade, antigo centro cultural e comercial. Nesta quinta-feira, Lavrov anunciou que diplomatas da Rússia e dos Estados Unidos vão se encontrar no próximo sábado em Genebra, na Suíça, para discutir estratégias para acabar com a violência em Aleppo. A reunião foi acordada com o secretário de Estado americano, John Kerry. EK/afp/rtr/dpa/ap/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos