Avião da LaMia teria voado outras oito vezes no limite de combustível, diz rede de TV

TV Univisión afirma que a linha aérea violou sistematicamente regulamentos de peso e combustível para aeronaves, colocando em risco a vida de três times de futebol nos últimos seis meses.O avião da companhia aérea boliviana LaMia forçou a reserva de combustível em pelo menos outros oito voos, antes da recente queda, afirmou nesta quinta-feira (08/12) reportagem do canal de televisão americano Univisión. O acidente de 28 de novembro, na Colômbia, provocou a morte de 71 pessoas, entre as quais diversos jogadores e membros do time de futebol Chapecoense, de Santa Catarina. De acordo com uma tabela de itinerários obtida e analisada pela Univisión, quinta maior rede televisiva dos Estados Unidos e principal emissora em espanhol no país, a aeronave violou sistematicamente as regulamentações relativas a peso e combustível para aeronaves, colocando em risco a vida de três times de futebol nos últimos seis meses. A Organização Internacional de Aviação Civil estabelece que se mantenha uma reserva de combustível de pelo menos 45 minutos. Na noite da tragédia, o avião Avro RJ85 se precipitou ao solo com os tanques vazios, sendo a falta de combustível apontada como a principal hipótese para a causa do acidente. A investigação da Univisión concluiu que a empresa boliviana colocou em risco a vida de tripulação e passageiros ao cobrir rotas inteiras sem um mínimo de combustível para garantir eventuais sobrevoos exigidos por um congestionamento aéreo ou desvios devido a mau tempo. "O que a tabela revela é que há violações sistemáticas em quase todos os voos", afirmou ao canal o piloto Esteban Saltos, especialista em segurança aérea. "Pelo que vejo, a empresa estava acostumada a usar o avião no limite de combustível." IP/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos