Checkpoint Berlim: O novo Knut

Clarissa Neher

O urso polar mais famoso do mundo morreu em 2011 e deixou muitos fãs. Exatamente dez anos após seu nascimento, um novo urso polar bebê tem ganhado espaço na mídia, com potencial para preencher o vazio deixado por Knut.Se estivesse vivo, o urso polar mais famoso do mundo completaria dez anos esta semana. Knut conquistou milhares de fãs, e alguns continuam prestando homenagens cinco anos após a sua morte. Um deles, uma aposentada de 72 anos, chegou a gastar mais de 4 mil euros para construir uma lápide à altura do ursinho, que teve uma história de vida comovente. Abandonado pela mãe, o pequeno Knut foi criado por um funcionário do Jardim Zoológico de Berlim. A trajetória dos seus primeiros meses de vida foi acompanhada por telespectadores do mundo inteiro em um programa de TV. Sua morte, também diante das câmeras, deixou muitos fãs desolados. Knut foi empalhado e está em exposição no Museu de História Natural de Berlim. Agora, cinco anos após a partida de Knut, um novo urso polar tem atraído atenção semelhante da mídia em Berlim. Nascido no zoológico do antigo lado oriental da cidade, o Tierpark, o desenvolvimento deste pequeno tem sido seguido minuciosamente pela imprensa local. No início de novembro, a ursa polar Tonja deu à luz dois bebês na caverna construída para os animais hibernarem. Câmeras instaladas no local monitoram os ursos neste período, e assim os veterinários acompanham o crescimento dos recém-nascidos. Uma semana após o nascimento, os veterinários divulgaram uma notícia trágica: um dos ursinhos havia morrido. Apenas um recém-nascido aparecia nas imagens feitas pelas câmeras da caverna. Pela experiência com o mundo animal, os funcionários deduziram que a ursa comeu um dos próprios filhos. Canibalismo parece ser comum na espécie. Passado o susto, a esperança se voltou para o bebê restante. Os primeiros dias de vida são críticos para ursos polares, e as chances sobrevivência nesta fase não são muito grandes. Para a alegria da imprensa local e dos veterinários, o sobrevivente está desenvolvendo bem e já passou pelo período mais difícil. Vinte dias após o nascimento, os funcionários do zoológico entraram pela primeira vez na caverna e anunciariam que mãe e filho passam bem. Os veterinários esperam realizar nas próximas semanas os primeiros exames no ursinho e descobrir se é macho ou fêmea. Então, o novo morador do zoológico vai ganhar um nome. Já a imprensa e os berlinenses aguardam pelo anúncio de quando o bebê será apresentado ao público. Tudo indica que ele deverá atrair muitos visitantes ao local. Pela atenção que tem chamado na mídia, o pequeno tem potencial para preencher o espaço vazio deixado por Knut. Clarissa Neher é jornalista freelancer na DW Brasil e mora desde 2008 na capital alemã. Na coluna Checkpoint Berlim, publicada às sextas-feiras, escreve sobre a cidade que já não é mais tão pobre, mas continua sexy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos