Lula e filho são denunciados na Operação Zelotes

MPF acusa ex-presidente de integrar esquema de tráfico de influência envolvendo a compra de caças suecos e MP de montadoras. Luis Cláudio Lula da Silva, filho de Lula, e dois empresários também são alvos da denúncia.O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília denunciou nesta quinta-feira (09/12) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu filho Luis Cláudio Lula da Silva no âmbito da Operação Zelotes. Segundo a acusação, eles participaram de um esquema de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa, envolvendo a compra de caças suecos Gripen e a prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio de uma medida provisória. As investigações concluíram que o petista prometeu à consultoria Marcondes e Mautoni Empreendimentos interferir em negociações do governo federal para beneficiar clientes da empresa. O esquema teria ocorrido entre 2013 e 2015, quando Lula já não era mais presidente. Em contrapartida, seu filho Luis Cláudio teria recebido, por meio de sua empresa, LFT Marketing Esportivo, um repasse de 2,5 milhões de reais da consultoria, sem ter qualquer serviço prestado. "O MPF sustenta que a promessa de interferência no governo por parte do ex-presidente Lula rendeu ao seu filho Luis Cláudio o recebimento de vantagens indevidas e que o valor repassado só não foi maior por causa da deflagração da Operação Zelotes, em março de 2015", afirma a denúncia. Segundo o Ministério Público, "não há dúvidas" de que Lula tinha conhecimento da estratégia utilizada pelos consultores e, com isso via "a oportunidade de garantir o enriquecimento do filho". Além de Lula e Luis Cláudio, os sócios da Marcondes e Mautoni Empreendimentos, Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, também foram denunciados na mesma ação. O processo envolve os crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro, organização criminosa e evasão de divisas. Defesa de Lula Em nota, a defesa do petista diz que "nem o ex-presidente Lula nem seu filho participaram ou tiveram conhecimento de qualquer ato relacionado à compra dos aviões caças da empresa sueca SAAB, tampouco para a prorrogação de benefícios fiscais relativos à Medida Provisória nº 627/2013". Segundo os advogados de Lula, Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, o valor pago pela empresa Marcondes e Mautoni a Luis Claudio se tratava de uma "remuneração por trabalhos efetivamente realizados e que viabilizaram a realização de campeonatos de futebol americano no Brasil". "A denúncia ofertada é fruto de novo devaneio de alguns membros do Ministério Público que usam das leis e dos procedimentos jurídicos como forma de perseguir Lula e prejudicar sua atuação política, fenômeno que é tratado internacionalmente como 'lawfare'", afirma o comunicado da defesa. Esta é a quarta denúncia apresentada contra Lula, mas a primeira no âmbito da Operação Zelotes. Caso seja aceita, o ex-presidente se tornará réu pela quarta vez. Ele já responde a três processos, dois no Distrito Federal e outro sob comando do juiz Sérgio Moro, no Paraná, no âmbito da Lava Jato. A Zelotes investiga um esquema de pagamento de propina a membros do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), vinculado ao Ministério da Fazenda, durante o governo Lula. EK/abr/lusa/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos