Papa recebe Uribe e Santos no Vaticano

Juan Manuel Santos pede ajuda ao pontífice em meio ao processo de paz na Colômbia. Francisco classifica encontro como "diálogo sincero" em "momento histórico" vivido pelo país sul-americano.O papa Francisco recebeu nesta sexta-feira (16/12) no Palácio Apostólico do Vaticano o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o líder da oposição colombiana Álvaro Uribe, durante audiências que classificou como "diálogo sincero" em meio ao "momento histórico" vivido pelo país sul-americano. O primeiro encontro foi com Santos. A audiência foi privada, mas um comunicado do Vaticano afirmou que o presidente pediu ajuda ao pontífice, lembrando o processo de pacificação que está sendo implementado no país após acordo assinado em novembro entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O encontro foi marcado depois que o presidente colombiano foi informado sobre o Prêmio Nobel da Paz, e que faria por conta disso uma viagem europeia. O presidente colombiano entregou a Francisco como presente o chamado "balígrafo", uma bala de metralhadora calibre 50 transformada em caneta e com a qual Santos e o líder da guerrilha das Farc, Rodrigo Londoño, "Timochenko", assinaram os acordos de paz em Cartagena. O presente trazia gravada a frase: "As balas escreveram nosso passado. A paz, nosso futuro", que Santos disse a Timochenko quando as partes assinaram o acordo de cessar-fogo e de hostilidades bilateral, em Havana. Segundo o comunicado do Vaticano, durante o encontro com Santos, o pontífice falou sobre a "cultura do encontro" e destacou "a importância do diálogo sincero entre todos os atores da sociedade colombiana neste momento histórico". Após a reunião com o presidente, Francisco se encontrou com o ex-presidente e líder da oposição Uribe, que foi um dos mais severos críticos do novo acordo de paz. Uribe argumenta que o novo acordo não é duro o suficiente, por não incluir as demandas da oposição para que os guerrilheiros das Farc sejam impedidos de formar partidos políticos. Santos e Uribe também estiveram juntos por cerca de 20 minutos com o papa. Uma fotografia divulgada pelo Vaticano mostrou os colombianos sentados lado a lado numa mesa no escritório particular do líder da Igreja Católica. TMS/rtr/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos