Não há mais dúvidas de que foi atentado, diz ministro

Principal suspeito é originário do Paquistão e entrou na Alemanha como refugiado em 31 de dezembro de 2015, afirma Thomas de Maizière. Homem, que foi detido pela polícia, nega envolvimento no caso.O ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, afirmou nesta terça-feira (20/12) que "não há mais qualquer dúvida" de que o atropelamento numa feira em Berlim é um atentado. Leia também: "Devemos presumir que foi um ataque terrorista", diz Merkel De Maizière acrescentou que o principal suspeito é originário do Paquistão e entrou na Alemanha como refugiado, em 31 de dezembro. A análise do pedido de refúgio dele não estava concluída porque tentativas de fazer uma entrevista com ele fracassaram, algumas porque ele não comparecera, outras porque informara falar uma língua para a qual não havia tradutor disponível. O suspeito não estava em listas de terroristas, afirmou o ministro. O suspeito, que foi detido perto da Coluna da Vitória, também negou qualquer envolvimento no caso. Nenhuma organização assumiu a autoria até o momento, acrescentou De Maizière. Segundo informações de fontes policiais, o suspeito conduzia o caminhão que invadiu a feira natalina, causando a morte de 12 pessoas e deixando 48 feridas. Uma segunda pessoa na cabine era um motorista da empresa polonesa que era proprietária do veículo. Este homem, um polonês, morreu com um disparo no local do atentado. O ministro afirmou que as investigações prosseguem e que as autoridades responsáveis não vão descansar enquanto as circunstâncias do crime não estiverem esclarecidas. AS/rtr/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos