Explosão em mercado de fogos de artifício deixa 36 mortos no México

Explosões sucessivas deixaram também 72 pessoas feridas. Devido à gravidade das queimaduras, algumas vítimas são encaminhadas para hospital nos Estados Unidos.Pelo menos 36 pessoas morreram e outras 72 ficaram feridas após uma série de explosões num mercado de fogos de artifício, na cidade mexicana de Tultepec, a 40 quilômetros da capital, segundo balanço oficial divulgado pelas autoridades do país nesta quarta-feira (21/12). O incidente aconteceu no mercado de pirotecnia de San Pablito, pouco antes das 15h (horário local) desta terça-feira. Explosões simultâneas causaram a morte imediata de 26 pessoas que trabalhavam ou visitavam o lugar durante a época natalina. Outras vítimas morreram nos hospitais para onde foram encaminhadas. Entre os feridos foram contabilizados 37 homens, 25 mulheres e 10 crianças. Segundo a emissora Televisa, pelo menos 21 das vítimas já receberam alta. O governador do estado do México, Eruviel Ávila, disse que três crianças severamente afetadas pelas queimaduras serão transferidos para um hospital do Texas, nos Estados Unidos. Ainda segundo a Televisa, a gravidade das queimaduras dificulta o reconhecimento dos desaparecidos. Por isso, as autoridades buscam fazer a identificação dos corpos por meio de exames de DNA. De acordo com o secretário de governo do estado do México, José Manzur, o mercado reunia cerca de 300 vendedores, todos com permissões municipais e federais para exercer o comércio de fogos de artifício. O espaço teria passado por uma inspeção em novembro. Relatos de testemunhas do incidente revelam que tudo começou quando "um foguete pegou fogo e se projetou para onde havia uma grande quantidade de materiais de pirotecnia", acrescentou Manzur, em entrevista à rede Milenio Televisión. Nas redes sociais, vídeos mostram o momento das explosões. Uma fumaça escura tomou conta do mercado, ao mesmo tempo em que outros fogos de artifício eram detonados. Mesmo sendo anunciado como "o mercado de fogos de artifício mais seguro da América Latina", o local já havia sofrido outros incêndios em anos anteriores. As autoridades agora investigam o que provocou a explosão. Segundo Ávila, a Procuradoria Geral da República vai investigar o caso, já que está relacionado com a Lei Federal de Armas de Fogo e Explosivos. No seu Twitter, o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, expressou condolências "aos familiares dos que perderam a vida no acidente", assim como desejou "rápida recuperação para os feridos". TMS/efe/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos