Venezuela reabre parcialmente fronteira com a Colômbia

Milhares de venezuelanos vão ao país vizinho para comprar mantimentos. Caminhões ainda estão impedidos de trafegar. Fronteira com o Brasil também é em parte reaberta, com a passagem de veículos limitada.Milhares de venezuelanos cruzaram a pé a fronteira com a Colômbia para comprar comida e medicamentos nesta terça-feira (20/12), após Caracas anunciar a suspensão parcial do bloqueio iniciado há uma semana, em meio a uma crise monetária. "Graças a Deus a fronteira foi reaberta. Muita gente vinha fazer compras do outro lado, porque não conseguimos comida, fraldas para nossas crianças, medicamentos", disse à agência de notícias AFP Christian Sánchez, venezuelano de 29 anos, enquanto se preparava para atravessar a ponte Simón Bolívar, que liga as cidades de San Antonio, na Venezuela, e Cúcuta, na Colômbia. Apesar de a passagem fronteiriça para pedestre ter sido reaberta, o tráfego de caminhões carregados de mantimentos se mantém bloqueado. Em uma conversa por telefone na madruga de terça-feira, os presidentes venezuelano, Nicolás Maduro, e colombiano, Juan Manuel Santos, concordaram em "abrir a fronteira de maneira progressiva, com rígida vigilância e segurança", informou o ministro venezuelano de Comunicação e Informação, Ernesto Villegas. Fronteira brasileira A Venezuela também reabriu parcialmente sua principal fronteira com o Brasil após conversas entre a embaixada brasileira e o Ministério do Exterior da Venezuela. A fronteira no município de Pacaraima, no estado de Roraima, está aberta para pedestres, mas limitada para veículos. Por meio de nota, o Itamaraty confirmounesta segunda-feira que as autoridades venezuelanas abrirão a fronteira para os turistas brasileiros que desejarem voltar de carro para o Brasil, todos os dias, às 14h (hora local), enquanto durar ofechamento da fronteira determinado pelo governo da Venezuela – que seguirá até o dia 2 de janeiro. Os brasileiros que estão na região de fronteira e querem voltar ao Brasil devem se dirigir ao vice-consulado em Santa Elena de Uairén, para incluir seus nomes na lista que será entregue às autoridades venezuelanas de fronteira, informou a assessoria do Itamaraty, em nota. Segundo informou o vice-consulado brasileiro em Santa Elena de Uairén, cerca de 100 brasileiros, a maioria turistas locais, foram impedidos de voltar para casa quando a Venezuela fechou a fronteira. Maduro decidiu fechar a fronteira da Venezuela com a Colômbia e com o Brasil para combater máfias que atuariam para retirar de circulação as notas de maior valor da moeda do país, as de 100 bolívares, provocando instabilidade econômica e social. TMS/efe/afp/abr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos