1802: Inauguração do Schauspielhaus em Berlim

Catrin Möderler (gh)

No dia 1º de janeiro de 1802, o Schauspielhaus de Berlim abriu suas portas. O teatro situado no Gendarmenmarkt foi projetado pelo arquiteto Gotthard Langhans e, após um incêndio, reconstruído segundo planos de Schinkel.August Wilhelm Iffland era o ator de teatro mais famoso da Prússia no século 19. O poeta e dramaturgo Friedrich von Schiller (1759-1805) o contratou para fazer o papel de Franz Moor em sua peça Os Ladrões (1780). A representação fez tanto sucesso que, em 1796, Iffland foi convidado pelo imperador Frederico, o Grande, para dirigir o Schauspielhaus (Teatro Nacional), em construção no Gendarmenmarkt. Originariamente chamado Comédie Allemande, o Teatro Nacional (que recebeu este nome após a morte do imperador) passou a ser palco de peças teatrais e óperas. Uma das óperas dessa época ficou eternamente gravada na memória do público e dos atores. No dia 19 de maio de 1789, um homem de baixa estatura subiu ao palco, exaltado e xingando, em meio à encenação de Belmonte e Constança. O inusitado "ator convidado" foi reconhecido pelo público de Berlim e aplaudido de pé: era o autor da obra em pessoa, o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart. O imperador aproveitou a oportunidade para oferecer a direção do teatro a Mozart, mas este preferiu retornar a Viena. Conselhos do imperador Em August Willhelm Iffland (1759-1814), Frederico Guilherme 2º finalmente encontrou um diretor de renome disposto a encarar a tarefa. O próprio imperador deu-lhe um conselho: "Evite a distribuição unilateral dos papéis. Dê a todos chances iguais de progredir. Gostaria que até mesmo o ator mais insignificante tivesse seu trabalho reconhecido." Friedrich Schiller vinha frequentemente a Berlim para vê-lo em cena. Quando a Comédie Allemande ameaçou ruir, o imperador mandou que fosse demolida. O arquiteto Carl-Gotthard Langhans – que projetou o Portão de Brandemburgo – foi encarregado de construir uma nova casa de espetáculos no mesmo local. Para a decepção de Iffland, o imperador não quis uma peça de Schiller, considerado excessivamente revolucionário, para a inauguração festiva no dia 1º de janeiro de 1802. Em vez disso, foi encenada uma obra de August von Kotzebue, autor popular de comédias inofensivas como Os Alemães Provincianos. Incêndio forçou nova construção O destino da nova casa de espetáculos não seria muito esplendoroso. Em 1817, foi destruída por um incêndio. O imperador encarregou o arquiteto Karl Friedrich Schinkel de construir o que, a partir de 1919, passou a ser o Teatro Estatal Prussiano. Seu diretor mais famoso foi Gustav Gründgens (1899-1963). Destruído no final da Segunda Guerra Mundial, o Schauspielhaus só foi reaberto como casa de espetáculos em 1984. Inesquecível tornou-se a máxima de August Wilhelm Iffland ao assumir o cargo de primeiro diretor: "O meio mais seguro de ser um homem honrado no palco é sê-lo na vida real".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos