Turquia afirma ter identificado autor de atentado no Ano Novo

Autoridades não divulgam nome de suspeito, que permanece foragido. Mais de 30 pessoas foram presas por possível participação no ataque a discoteca, que deixou 39 mortos.Autoridades turcas afirmaram nesta quarta-feira (4/1) que identificaram o autor do ataque a uma discoteca de Istambul que deixou 39 mortos na noite de Ano Novo. "A identidade da pessoa responsável pelo ataque foi estabelecida", afirmou o ministro do Exterior, Mevlut Cavusoglu, durante uma entrevista à agência de notícias estatal Anadolu. O ministro, no entanto, não divulgou o nome do suspeito de terrorismo. Fotos foram divulgadas pela polícia no dia anterior. Entre os mortos no atentado estavam 27 estrangeiros, incluindo cidadãos do Líbano, Israel, Jordânia e da Alemanha. O governo afirma que o ataque foi cometido por apenas um homem, que entrou na discoteca e fez 120 disparos contra os frequentadores, que celebravam a chegada do novo ano. O atirador fugiu logo após o ataque e desde então vem sendo procurado pelas autoridades turcas. Até o momento, 36 pessoas, incluindo 11 mulheres, foram presas por suspeita de participação no ataque. Cinco delas foram detidas nesta quarta. Vinte dos presos foram detidos na cidade de Izmir, no oeste do país. O grupo terrorista "Estado Islâmico" assumiu a autoria do ataque. Informações publicadas pela imprensa local sugerem que o terrorista pode ser um cidadão do Uzbequistão ou do Quirguistão, duas antigas repúblicas soviéticas. As autoridades turcas vêm impondo um bloqueio à divulgação da identidade do terrorista. Alguns jornais informaram que a família do homem que seria o atirador foi detida pelas autoridades turcas. JPS/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos