Nevascas e enchentes causam transtorno na Alemanha

Pior tempestade no Már Báltico da última década atinge norte do país, inundando cidades como Lübeck e Flensburg. No sul, autoridades lançam alerta de avalanche. Países escandinavos também são afetados.Partes da Alemanha e da Europa enfrentaram condições de viagem caóticas nesta quinta-feira (05/01), com temperaturas abaixo de zero, pesadas nevascas, estradas bloqueadas, dezenas de acidentes e a pior tempestade costeira em uma década. Ventos fortes desencadeados por uma frente fria causaram a tempestade batizada de Axel, com aumento nos níveis do mar e enchentes na costa norte da Alemanha e na Escandinávia. As autoridades marítimas da Alemanha afirmaram que o nível da água na costa do Mar Báltico aumentou na noite de quarta-feira para 1,5 metro a 1,7 metro acima dos níveis normais. "Foi a pior tempestade desde 2006", disse Jürgen Holfert diretor do Departamento Federal para Navegação e Hidrografia da Alemanha. Nas cidades alemãs de Lübeck e Flensburg, carros foram levados pelas inundações e partes do centro antigo de Lübeck, tombado como Patrimônio da Humanidade, ficou intransitável para pedestres. Cidades costeiras, como Kiel, Rostock, Wismar e Warnemünde, foram castigadas pelo mau tempo, com relatos de casas alagadas e ruas inteiras inundadas. Na ilha de Usedom, a segunda maior da Alemanha, parte da orla teve seu pavimento destruído pelas águas do mar, escadarias e quiosques foram arrancados pela enchente. Ventos chegaram a velocidades de 123 quilômetros por hora e temperaturas abaixo de 20 graus Celsius negativos foram registradas pelos serviços meteorológicos alemães. Autoridades bávaras declararam alto alerta de avalanche depois que tempestades de neve castigaram o sul da Alemanha. Acidentes Um motorista de 20 anos morreu e seu acompanhante ficou gravemente ferido depois que o carro em que viajavam derrapou em uma estrada coberta de gelo no oeste da Alemanha. Dois caminhões colidiram em uma estrada coberta de neve no sul do país, resultando em danos de cerca de 500 mil euros. No norte da Suécia, cerca de 100 passageiros ferroviários ficaram presos durante a noite depois que o motor do trem em que viajavam quebrou devido ao frio perto da pequena cidade de Nattavaara, 50 quilômetros ao sul de Gallivare. Os passageiros disseram ao jornal local NSD que ficaram juntos para se manterem aquecidos antes de serem levados a um abrigo improvisado em uma igreja. As condições meteorológicas fizeram com que alguns serviços de balça no Mar Báltico fossem suspensos, com temperaturas em partes da Escandinávia chegando aos 40 graus abaixo de zero. Em alguns casos, como na ilha dinamarquesa de Langeland, o nível da água chegou a ficar quase 1,80 metro acima do normal. MD/dpa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos