Economia alemã tem maior crescimento em cinco anos

PIB cresce 1,9% em 2016, a maior taxa desde 2011. Consumo interno e gastos do governo, incluindo verba destinada ao acolhimento de refugiados, impulsionam expansão.O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 1,9% em 2016, a maior expansão registrada no país nos últimos cinco anos, afirmou a agência oficial de estatísticas, o Destatis, nesta quinta-feira (12/01). O crescimento de 2016 é o maior desde que o PIB alemão cresceu impressionantes 4,1%, em 2010, e 3,7%, em 2011. No ano passado, a expansão havia sido de 1,7%. De acordo com as estimativas, ainda preliminares, do Destatis, o fim do ano passado impulsionou fortemente a economia, com um crescimento de 0,5% do terceiro para o quarto trimestre. Segundo a agência do governo, o consumo interno e os gastos públicos – que saltaram 2% e 4,2% em relação a 2015, respectivamente – contribuíram fortemente para a expansão do PIB em 2016. Os gastos do governo incluem a verba destinada ao acolhimento de centenas de milhares de refugiados no país. Muitas pessoas estão gastando mais porque os juros baixos não estimulam a poupança. A baixa inflação também impulsiona o consumo. Além disso, a situação do mercado de trabalho é a mais favorável em anos, com taxa de desemprego de apenas 5,7%. O país registrou 43,5 milhões de pessoas economicamente ativas em 2015, o maior número desde a Reunificação. As empresas, por sua vez, investiram 1,7% mais em maquinário e veículos. O investimento na construção civil aumentou 3,1% em relação ao ano anterior. Segundo o Destatis, o comércio exterior não impulsionou o PIB, embora as exportações tenham crescido 2,5% e as importações, 3,4%. LPF/dpa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos