Teori Zavascki morre em queda de avião no Rio

Filho confirma morte do ministro do STF em queda de um bimotor que transportava quatro passageiros em Paraty. Três corpos são resgatados. Não há informações sobre o quarto passageiro.O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, de 68 anos, morreu na queda de um avião em Paraty, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (19/01), confirmou o filho dele, Francisco Zavascki, em sua conta no Facebook. "Caros amigos, recebemos a confirmação de que o pai faleceu! Muito obrigado a todos pela força", escreveu Francisco na rede social. Antes, o STF havia comunicado que o nome de Teori estava na lista de passageiros do jatinho que caiu na tarde desta quinta-feira em Paraty, com quatro pessoas a bordo. Não há informações sobre sobreviventes. A aeronave ia de São Paulo para Paraty. Francisco Zavascki também havia confirmado pelo Facebook que o pai estava no avião. "Amigos, infelizmente, o pai estava no avião que caiu! Por favor, rezem por um milagre", escreveu em sua conta na rede social. O Corpo de Bombeiros afirmou que o avião caiu a menos de 2 quilômetros do centro histórico da cidade. De acordo com a corporação, três corpos foram retirados da aeronave e não há informações sobre o quarto passageiro. De acordo com assessores da corte, o presidente Michel Temer e a presidente do STF, Cármen Lúcia, já foram avisados e acompanham os trabalhos das equipes de resgate, mas não vão se pronunciar até haver uma confirmação oficial da morte. Teori é o relator das ações da Operação Lava Jato no STF. O avião bimotor modelo King Air caiu a região da Costa Verde fluminense. De acordo com a Infraero, a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty, com quatro pessoas a bordo. A aeronave pertence à Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras. Na hora da queda, chovia forte na região. O Corpo de Bombeiros afirmou que o avião caiu no mar, próximo à Ilha Rasa, e está parcialmente submerso. Além dos bombeiros da cidade, homens do quartel de buscas e salvamento da Barra da Tijuca, no Rio, se deslocaram para o local para auxiliar no resgate. No momento, 50 militares e três embarcações da Marinha estão envolvidos nas buscas, além da equipe do Corpo de Bombeiros do estado do Rio de Janeiro e de barcos pesqueiros. O Navio Patrulha Oceânico Amazonas irá para o local do acidente. Segundo informação da prefeitura de Paraty, duas escunas estão dando sustentação para que o avião não afunde. O local é raso, com cerca de 4 metros de profundidade. A região onde o avião caiu é uma área de circulação de muitas embarcações. AS/abr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos