Trump visita CIA e diz que jornalistas são desonestos

Depois de criticar agência por afirmar que a Rússia o ajudou a vencer a eleição, presidente afirma que está "mil porcento" do lado dos agentes e que briga foi invenção da mídia.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste sábado que a CIA tem o seu apoio total, após ter publicamente rejeitado a conclusão da instituição de que a Rússia o ajudou a vencer a eleição. "Estou mil porcento com vocês. Eu amo vocês, eu respeito vocês. Estamos todos na mesma frequência, certo?", disse Trump, num breve discurso proferido perante funcionários da agência depois de visitar a sua sede, em Langley, no estado da Virgínia. "Ninguém é tão ligado à comunidade dos serviços de informações e à CIA como Donald Trump", acrescentou. "Poucas, pouquíssimas pessoas sabem fazer o trabalho que vocês fazem, e eu quero que saibam que estou mesmo do lado de vocês", afirmou, em meio a aplausos. Ele disse que sua briga com as agências de inteligência foi inventada pela mídia, e que os jornalistas estão entre as pessoas mais desonestas do planeta. A afirmação foi feita apesar das várias declarações públicas de Trump contra a agência, cujo diretor, John Brennan, foi chamado por ele de "vazador de notícias falsas". O presidente também criticou a cobertura que a imprensa fez da sua posse, afirmando que o número de participantes foi bem maior do que o noticiado. Segundo Trump, a multidão se estendia até o monumento a Washington, apesar de imagens mostrarem que ela acabava bem antes. AS/efe/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos