Venezuela pede que Trump anule decreto definindo país como ameaça

Ministra do Exterior diz esperar que o novo presidente dos EUA "não siga o caminho da obsessão e irracionalidade". Em 2015, Obama emitiu a ordem que classifica a Venezuela como uma "ameaça incomum e extraordinária$escape.getQuote().A Venezuela pediu ao recém-empossado presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que anule o decreto assinado por seu antecessor, Barack Obama, classificando o país sul-americano como ameaça à segurança americana, declarou a ministra venezuelana das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, em entrevista televisiva irradiada no domingo (22/01). "A Venezuela pede que essa ordem executiva seja anulada, e esperamos que o presidente Trump não siga o caminho da obsessão e irracionalidade", disse, no canal privado Televen. Rodríguez acusou Obama de ter tido uma "obsessão irracional" pelo governo venezuelano e disse estar "na expectativa" em relação a Trump, defendendo o restabelecimento de "relações respeitosas". Também no domingo, em seu programa Los domingos con Maduro, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou: "Desejo que no transcurso dos próximos dias e meses possamos constituir relações de comunicação e respeito entre a República Bolivariana da Venezuela, berço dos libertadores, e os Estados Unidos da América do Norte." Ele destacou que seu país quer ter "as melhores relações políticas, energéticas e econômicas" com os americanos, mas sempre com base no respeito, na comunicação e na "não ingerência em assuntos internos". Além disso, deseja "o melhor" para os EUA, esperando que seus governos e "suas elites políticas e econômicas" construam relações de respeito e de cooperação com toda América. Washington e Caracas retiraram os embaixadores das respectivas capitais desde 2010. A tensão se aprofundou em 2015, quando Obama emitiu um decreto tachando a Venezuela de "ameaça incomum e extraordinária" à segurança americana. PV/lusa/efe/ab

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos