1884: Nascia Theodor Heuss, primeiro presidente da Alemanha Ocidental

Gábor Halász (rw)

No dia 31 de janeiro de 1884, nasceu em Brackenheim o homem que viria a ser o primeiro presidente da Alemanha Ocidental, Theodor Heuss. Defensor do liberalismo, ele foi um dos idealizadores da Lei Fundamental alemã.O primeiro presidente da República Federal da Alemanha (a Alemanha Ocidental depois da Segunda Guerra) nasceu no dia 31 de janeiro de 1884, na cidade suábia de Brackenheim, nos arredores de Stuttgart, no sul da Alemanha. Sua pequena cidade, onde trabalhou como jornalista a partir dos 21 anos, o marcou muito. Ele havia sido contratado pelo teólogo luterano Friedrich Naumann, que em 1918 fundou o Partido Democrata da Alemanha (Deutsche Demokratische Partei – DDP). Em 1924, Heuss ingressou no Reichstag, o Parlamento alemão, onde começou a se destacar principalmente pelos seus pronunciamentos. Talento como orador Em 1932, combatia em plenário os nacional-socialistas Göring e Goebbels. O presidente do Reichstag na época, Paul Löbe, lembrou certa vez que, graças a seu talento como orador, Heuss conquistava imediatamente a atenção dos parlamentares, assim que começava a falar. Em 1933, Heuss ajudou a aprovar a lei ampliando os poderes do partido de Hitler. Poucos meses depois, perdeu o mandato. Voltou a escrever para jornais, como Die Hilfe e Frankfurter Zeitung. Mas o ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, esteve sempre no seu encalço e proibiu os periódicos de imprimirem textos redigidos por Heuss, que continuou escrevendo, mas com um pseudônimo. Depois da guerra, Theodor Heuss retornou à política. Ele liderou a bancada liberal no Conselho Parlamentar e tornou-se o primeiro presidente do Partido Liberal Democrático. Mais tarde, participou ativamente na elaboração da Lei Fundamental da República Federal da Alemanha. Não demorou para que, em 1949, fosse escolhido para a chefia do Estado. Ao ser empossado, contava 65 anos. Incansável, fez diversas viagens pelo país e ao exterior. No cargo por dez anos Em 1953, Theodor Heuss inaugurou em Colônia a Deutsche Welle, emissora internacional da Alemanha. Ele permaneceu no cargo de presidente alemão por dez anos, tempo em que conseguiu eliminar no exterior vários preconceitos contra o novo país, recém-erguido depois da guerra. Os alemães estavam tão satisfeitos com seu presidente que diversos políticos pensaram em mudar a lei para permitir sua eleição pela terceira vez. Heuss recusou, preferindo morar em Stuttgart, longe da vida política (de Bonn), e morreu pouco antes de completar 80 anos, em 1963.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos