Brasil registra maior taxa de desemprego desde 2012

Taxa de desocupação atinge os 12% no último trimestre de 2016, deixando mais de 12 milhões de brasileiros fora do mercado de trabalho. Renda média da população cai.Com 12,3 milhões de pessoas desocupadas, o Brasil fechou o quarto trimestre de 2016 com uma taxa média de desemprego de 12%, a maior desde o início da série histórica, em 2012. Os dados fazem parte da pesquisa nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnade Contínua) divulgados nesta terça-feira (31/01) pelo IBGE. No quarto trimestre, a taxa de desocupação teve um aumento de 3,1 pontos percentuais na comparação com o mesmo período de 2015. A taxa média de desemprego de todo o ano de 2016 ficou em 11,5%, frente a 8,5% registrados em 2015. O desemprego tem aumentado devido à forte crise econômica, que tem impacto na produção, no consumo e nos investimentos no país há mais de dois anos. Além das demissões, os resultados negativos do mercado de trabalho também foram afetados pelo ingresso de mais pessoas na força de trabalho e que não conseguem encontrar novas vagas. No último trimestre do ano passado, houve um crescimento de 2,7% no número de pessoas desocupadas na comparação com o terceiro trimestre. Queda na renda mensal Segundo as estatísticas, o Brasil ganhou mais 3,3 milhões de desempregados entre o quarto trimestre de 2015 e o mesmo período 2016, o que representa um aumento de 36%. Isso deve ter um impacto significativo na atividade econômica e na arrecadação de impostos. A população ocupada do país no fechamento de 2016 chegou a 90,3 milhões de trabalhadores, crescendo 0,5% em relação ao trimestre anterior e 2,1% em relação ao quarto trimestre de 2015. Segundo o IBGE, cerca de 34 milhões de pessoas ocupadas no setor privado tinham carteira de trabalho assinada. No ano como um todo, a renda média dos brasileiros contraiu 2,3%, passando de 2.076 para 2.029 reais. KG/abr/lusa/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos