Militares e rebeldes fecham o cerco ao EI em província síria

Após avanço de tropas do governo, militantes do "Estado Islâmico" ficam isolados em Al Bab, seu principal bastião em Aleppo. Com cerco, aumentam chances de confronto entre militares sírios e rebeldes no local.A cidade de Al Bab, principal bastião do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) na província de Aleppo, no norte da Síria, está completamente cercada devido a avanços do Exército sírio e de seus aliados, afirmou nesta segunda-feira (06/02) o Observatório Sírio de Direitos Humanos. O avanço das forças de segurança da Síria interrompeu a principal rota de abastecimento dos extremistas, que ligava Al Bab a outras regiões controladas por jihadistas. Os militantes do "Estado Islâmico" estão agora cercados ao sul por militares do regime do presidente Bashar al-Assad e ao norte, leste e oeste por rebeldes apoiados pela Turquia. Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, os combates na região continuaram ao longo desta segunda-feira, numa tentativa de ampliar o cerco a Al Bab por parte dos efetivos governamentais, que contam com o apoio de milícias xiitas. Tropas leais ao governo sírio interditaram no domingo a estrada que liga Al Bab ao leste de Aleppo e às províncias de Al Raqqa e Deir ez Zor, o que deixou a cidade completamente isolada. Os militares sírios também tomaram a área de Uishia, que fica a algumas centenas de metros dessa estrada. Com esses progressos, os efetivos governamentais também conseguiram impor um cerco às populações de Tadaf, Bazaa e Qabasin, dominadas pelo EI e nas imediações de Al Bab. As operações do Exército transcorrem em paralelo às de rebeldes sírios, que têm o apoio de combatentes e aviões turcos, mas que negam a existência de qualquer tipo de coordenação com as autoridades sírias. Em três semanas, forças de segurança de Assad avançaram seis quilômetros em direção à Al Bab. Damasco pretende interromper a expansão das tropas turcas no norte do país. Em agosto, a Turquia lançou uma ação militar na Síria que visava proteger suas fronteiras dos jihadistas e conter os avanços de milícias curdas na região. Al Bab, localizada a 25 quilômetros da fronteira com a Turquia, fica a cerca de 40 quilômetros ao nordeste da cidade de Aleppo, onde o governo conquistou sua mais importante vitória nos quase seis anos de conflito, ao expulsar os rebeldes. Com o cerco a Al Bab, aumentam as chances de confronto entre militares sírios, de um lado, e rebeldes sírios e soldados turcos, do outro, pelo controle da cidade. CN/efe/rtr/lusa/ap/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos