Trump pede libertação do opositor venezuelano Leopoldo López

Após encontro com mulher do político preso em 2014 em protesto contra Maduro, presidente americano publica mensagem exigindo liberação imediata de López. Tintori falou ao Senado americano sobre a crise venezuelana.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu quarta-feira (15/02) pelo Twitter a libertação do dirigente da oposição venezuelana, Leopoldo López, condenado a 14 anos de prisão. Trump recebeu na Casa Branca a mulher do político, Lilian Tintori. Fundador do movimento Vontade Popular, López foi condenado por incitar a violência durante as manifestações de 2014, que exigiram a renúncia do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Cerca de 40 pessoas morreram nos protestos. "A Venezuela deverá permitir que Leopoldo López, um prisioneiro político e marido de Lilian Tintori, saia da prisão imediatamente", escreveu Trump no post acompanhado de uma foto com a mulher do opositor político, o vice-presidente americano, Mike Pence, e o senador Marco Rubio. Tintori foi recebida em Washington para falar ao Senado americano sobre a crise venezuelana, depois de um grupo de 34 legisladores terem pedido a Trump impor sanções ao governo de Maduro. A manifestação que resultou na condenação de López ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2014 e não foi somente convocada e organizada pelo líder do VP, mas por vários outros dirigentes da oposição. Ele cumpre pena na prisão militar de Ramo Verde, próxima a Caracas. KG/lusa/rtr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos