1793: Era lançada pedra fundamental do Capitólio

Catrin Möderler (rw)

No dia 7 de março de 1793, o presidente americano George Washington lançou, na cidade que leva seu nome, a pedra fundamental da sede do Congresso dos Estados Unidos.Um jovem país ansiava pela liberdade. A maioria dos que lutavam pela independência da América havia nascido na "velha" Europa. Como por exemplo o general marquês Joseph de La Fayette, que retornou a Paris para lutar na Revolução Francesa (1789). Antes de partir, apresentou um jovem artista a George Washington, que seria empossado na presidência. Este amigo era Pierre Charles L'Enfant, que havia estudado pintura e escultura em Paris, mas, aos 22 anos, motivado pelo espírito das revoluções liberais, havia participado do exército revolucionário americano (1776), onde conheceu o general La Fayette. Washington ficou encantado com o jovem artista, que organizou a cerimônia de posse do primeiro presidente dos Estados Unidos. Planos para uma nova capital Em 1790, o presidente Washington ordenou a criação de uma futura capital "às margens do Rio Potomac, medindo dez milhas quadradas", que serviria como sede do poder recém-implantado. Para evitar conflitos internos, teria que ser localizada exatamente no centro do país. Até aí, a sede do governo era itinerante, entre Filadélfia, Baltimore, Anápolis e Nova York. Pierre L'Enfant não se deixou desmotivar pelo cenário insólito que encontrou na futura capital: apenas alguns barracos de madeira num terreno pantanoso. Visionário, pretendia projetar uma cidade para 800 mil habitantes, dez vezes maior que as principais cidades na época. Três elevações naturais definiam o panorama da nova cidade: a residência do presidente, a sede de governo e um grande monumento, para os quais converteriam as ruas da cidade. Os prédios foram construídos sob inspiração dos palácios, no estilo europeu, como L'Enfant conhecia de Paris. Sua obra-prima foi o prédio que serviria de sede do Legislativo, o Capitólio. Só que no local previsto, o chamado Jenkins' Hill, já havia residências particulares. E a forma como foi feita a transferência das habitações não agradou aos moradores, o que ocasionou conflitos com o presidente Washington e a demissão de L'Enfant. Inspiração europeia O secretário Thomas Jefferson publicou um edital de concorrência, respondido com 17 ofertas, mas nenhuma agradou. Até chegar uma carta das Índias Ocidentais, assinada pelo engenheiro William Thornton. Um projeto em estilo clássico, branco, com duas elegantes alas laterais e uma cúpula central. A ideia foi aprovada por Washington, que ainda lançou a pedra fundamental, mas não viu a conclusão da obra, morrendo em 1799. Em 1800, o Congresso se reuniu pela primeira vez no Capitólio, que ainda não estava pronto. Inspirado na Catedral de São Pedro, em Roma, o presidente Lincoln mandou ampliar a cúpula. O arquiteto Thomas Walter projetou as colunas em estilo coríntio, coroado por uma estátua em bronze, simbolizando a liberdade. Até hoje, é proibida a construção de prédios altos na cidade, que impeçam a vista para a cúpula. Uma obra ao mesmo tempo símbolo nacional, tão benquista pelos norte-americanos que tem até apelido: "bolo grego de noiva".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos