Filhos interrompem entrevista ao vivo e cena viraliza

Especialista comentava impeachment na Coreia do Sul quando crianças invadiram escritório e, em seguida, foram puxadas para fora por uma mãe desesperada. Cena inusitada soma dezenas de milhões de visualizações.O assunto era a Coreia do Sul, mas a internet só teve olhos para as duas crianças que invadiram a entrevista que o pai, um especialista em relações internacionais, dava ao vivo para a emissora britânica BBC. O vídeo viralizou nesta sexta-feira (10/03), somando dezenas de milhões de visualizações. O entrevistado em questão era Robert Kelly, professor do Departamento de Ciências Políticas e Diplomacia da Universidade de Pusan, na Coreia do Sul. Convidado a comentar o impeachment da presidente sul-coreana, ele respondia às perguntas do âncora em seu escritório, por meio do Skype, quando entra na sala uma menina, que se aproxima do pai caminhando despreocupada. "Acho que um dos seus filhos acaba de entrar", avisa o jornalista no meio de uma pergunta, enquanto Kelly afasta a criança com o braço, tentando seguir a entrevista como se nada estivesse acontecendo. Mas, neste momento, aparece no plano uma outra criança, dessa vez um bebê num andador. A cena peculiar se segue com uma mulher surgindo desesperada pela porta. Ela, que é mãe das crianças segundo a imprensa britânica, arrasta os dois pequenos para fora do escritório, derrubando livros no caminho e voltando em seguida para fechar a porta. Choros são ouvidos ao fundo. O professor, sem perder a compostura diante do inusitado, pede perdão repetidamente e espera a família sair da sala para dar continuidade à entrevista. Ao final da conversa, ainda ouviu do âncora: "Robert, muito obrigado. Há uma primeira vez para tudo. Acho que as crianças precisam de você". Compartilhado no Facebook, o vídeo de 43 segundos foi assistido quase 40 milhões de vezes. Antes da publicação, questionado pela BBC se autorizava a divulgação daquele trecho, Kelly perguntou ao funcionário da emissora: "Esse é o tipo de coisa que viraliza?". A resposta é, definitivamente, sim. EK/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos