Pitadas: Frankfurter Kranz, coroa de creme

Luisa Frey

Tradicional quitute da confeitaria alemã, Coroa de Frankfurt é rica em manteiga e decorada com crocante de amêndoas ou nozes e cerejas. Bolo teria sido inventado no século 18.Massa fofinha, recheada com camadas de um creme de manteiga e gema, com um toque de rum, e cobertura de amêndoas, avelãs ou nozes e cerejas. A Frankfurter Kranz (Coroa de Frankfurt) é presença certa nas confeitarias da atual metrópole financeira e também se encontra em muitas espalhadas pela Alemanha e pelo mundo. A versão mais difundida sobre a origem do quitute atribui sua criação a um confeiteiro desconhecido de Frankfurt, no ano de 1735. O primeiro registro escrito, no entanto, data do início do século 20. O crocante parece ouro, e as cerejas sobre o bolo lembram rubis. A coroa doce remete aos tempos em que a cidade à beira do rio Meno era o local de coração de soberanos, sendo por isso conhecida como "Krönungsstadt". Além da receita clássica, há variações do doce com recheio de geleia ou chocolate, ou com pedaços de cereja não apenas sobre o bolo, mas também em suas camadas internas. No verão, também se servem versões geladas do bolo, cujas fatias são tão bonitas quanto a coroa como um todo. Em 2009, por ocasião do 20º aniversário da queda do Muro de Berlim, padeiros da capital alemã prepararam uma Frankfurter Kranz de 2,6 metros por 2,2 metros, pesando 200 quilos. O bolo conseguiu adoçar o dia de cerca de 2 mil pessoas que comemoravam a data. Confira a receita clássica: Ingredientes Massa 125 g de manteiga 150 g de açúcar 1 pitada de sal Raspas de um limão 4 ovos 2 colheres (sopa) de rum 150 g de farinha de trigo 2 colheres (sopa) de maisena 1 colher (chá) de fermento Manteiga para untar Crocante 75 g de amêndoas, avelãs ou nozes picadas 75 g de açúcar 1 colher (chá) de manteiga Recheio 200 g de açúcar 5 gemas 4 colheres (sopa) de rum 200 g de manteiga Cerejas cristalizadas Modo de preparo Para a massa, bater a manteiga amolecida com o açúcar. Acrescentas o sal, as raspas de limão, os ovos e o rum. Adicionar aos poucos a farinha, a maisena e o fermento. Untar e enfarinhar uma fôrma redonda com furo no meio e funda, em formato de coroa. Despejar a massa na fôrma e assar em forno preaquecido a 180 °C por cerca de 45 minutos. Desenformar a coroa sobre uma grade e deixar esfriar. Para o crocante, derreter o açúcar numa frigideira em fogo médio. Assim que todo o açúcar estiver líquido, mexer até ficar com aspecto de espuma. Acrescentar a manteiga. Mexer até que o açúcar caramelize e fique marrom claro. Acrescentar as amêndoas, avelãs ou nozes. Mexer rapidamente, até que tudo fique coberto de caramelo. Remover do fogo rapidamente e despejar sobre um pedaço de papel-manteiga e espalhar o máximo possível com uma colher. Cobrir com outro pedaço de papel-manteiga e passar o rolo de macarrão por cima. Quando esfriar, picar com uma faca untada com óleo. Para o recheio, levar o açúcar com 6 colheres de sopa de água ao fogo, até obter uma espécie de xarope. Bater as gemas e acrescentar o xarope aos poucos, mexendo sempre. Adicionar o rum e bater até que o creme esfrie um pouco. Bater a manteiga amolecida e acrescentar aos poucos, uma colher por vez, ao creme de ovos. Cortar a coroa três vezes na horizontal. Passar o creme sobre cada um dos anéis de massa e voltar a empilhá-los. Cobrir com o creme por fora e polvilhar o crocante. Colocar o restante do creme num saco de confeiteiro e decorar a coroa com pequenos montinhos de creme. Colocar um quarto de cereja sobre cada um dos montinhos de creme. Toda semana, a coluna Pitadas traz receitas, curiosidades e segredos da culinária europeia, contados por Luisa Frey, jornalista aspirante a mestre-cuca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos