Rússia tentou interferir em eleição na Holanda, diz relatório

Serviço de inteligência holandês acusa Moscou de espalhar notícias falsas durante campanha eleitoral. Diretor de agência ressalta, porém, que tentativa não teve êxito.O serviço de inteligência holandês acusou a Rússia de tentar interferir na eleição parlamentar realizada na Holanda em 15 de março. Um relatório da agência revelou que Moscou divulgou notícias falsas ou "meias verdades" para manipular o resultado eleitoral. "Tentou influir nas intenções de voto do eleitorado holandês e empurrar na direção equivocada mediante a divulgação de notícias que não são verdadeiras ou são parcialmente certas", afirmou nesta terça-feira (04/04) o diretor do serviço secreto holandês, Rob Bertholee. O diretor afirmou que a Rússia não teve êxito na manobra e se mostrou preocupado com o aumento dos ciberataques russos. Bertholee disse ainda que o Executivo em Moscou "não conseguiu interferir substancialmente" no pleito, porque as autoridades holandesas tomaram medidas adicionais, como a contagem manual dos votos. O serviço de inteligência americano advertiu à Holanda sobre os possíveis ciberataques russos, como o que ocorreu com o partido democrata nas recentes eleições dos Estados Unidos. O relatório indica que a ameaça da Rússia "é maior do que há um ano" e adverte que os russos são "extremamente ativos na espionagem" não apenas durante as eleições. "Em seus esforços para se posicionar como superpotência, a Rússia não tem medo de usar métodos da Guerra Fria para obter influência política. A Rússia está usando a liberdade das sociedades abertas e democráticas do Ocidente para isso", destacou o documento. CN/efe/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos