Republicanos mudam normas do Senado por indicado de Trump

Depois de democratas bloquearem Neil Gorsuch, juiz escolhido pelo presidente para a Suprema Corte, republicanos manobram para reverter derrota. Com mudança, nome de conservador será votado novamente.Os republicanos no Senado dos Estados Unidos mudaram nesta quinta-feira (06/04) unilateralmente o regulamento da Casa, numa manobra conhecida como "opção nuclear", para reverter o bloqueio à nomeação do juiz conservador Neil Gorsuch, indicado para a Suprema Corte pelo presidente Donald Trump. A manobra para reduzir de 60 para 51 votos a maioria necessária para desbloquear as discussões sobre a nomeação de Gorsuch foi aprovada por 52 senadores republicanos, horas após a vitória dos democratas na votação sobre o indicado. Com os votos de 55 senadores a favor e 44 contra, Gorsuch não conseguiu o mínimo de 60 necessários para a sua confirmação, como estabelece o regulamento do Senado. Após a derrota, Trump teria encorajado o líder republicano Mitch McConnell a usar a "opção nuclear". A confirmação de Gorsuch seria a maior vitória do presidente desde que assumiu o governo em janeiro e enfrentou revés em sua política migratória e na reforma de saúde. A votação sobre Gorsuch deve ocorrer novamente nesta sexta-feira. Os republicanos possuem 52 das 100 cadeiras do Senado. Gorsuch, de 49 anos, é o indicado mais jovem à Suprema Corte em mais de um quarto de século e, se tiver sua nomeação aprovada, poderá influenciar o direcionamento do tribunal por décadas – em questões decisivas como o aborto, o porte de armas e a pena de morte –, já que o cargo é vitalício. Nascido no Colorado, o indicado de Trump serve no tribunal federal de recursos em Denver, e foi apontado para esse cargo em 2006 pelo então presidente republicano George W. Bush. Conhecido por seu estilo de escrita claro e coloquial, Gorsuch é considerado um intelectual conservador e seguidor do "originalismo" na interpretação da Constituição. Formado em Columbia e Harvard, foi assessor dos juízes Anthony Kennedy e Byron White, ambos na Suprema Corte. CN/efe/rtr/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos