Obama faz primeiro discurso pós-Casa Branca

Ex-presidente diz que pretende incentivar os jovens a se envolverem na política e ajudar a formar a próxima geração de líderes. Sem mencionar Trump, ele deu conselhos sobre política e como lidar com o fracasso.O ex-presidente americano Barack Obama quebrou o silêncio depois de três meses de férias e iniciou uma nova fase da sua carreira, em que pretende incentivar os jovens a se envolverem na política. Na segunda-feira (24/05), ele realizou seu primeiro discurso público desde que o presidente Donald Trump assumiu a Casa Branca. Recepcionado por uma ovação de pé de cerca de 500 estudantes, no auditório da Universidade de Chicago, o ex-presidente apareceu descontraído, sorridente, sem gravata, e começou com uma brincadeira, ao perguntar: "Aconteceu alguma coisa na minha ausência?" Em seguida, Obama explicou a tarefa que escolheu para prosseguir a sua vida pública. "Estou gastando bastante tempo pensando: qual é a coisa mais importante que posso fazer em meu próximo trabalho?", disse. "A coisa mais importante que posso fazer é ajudar a preparar a próxima geração de líderes a assumir o controle para tentar mudar o mundo." "A nossa taxa de participação nas eleições é uma das mais baixas de todas as democracias", ressaltou o ex-presidente, acrescentando que "os únicos que poderão resolver este problema são os jovens, a próxima geração". Os estudantes não lhe perguntaram sobre Trump e jornalistas não foram autorizados a fazer perguntas. Obama disse que trabalhou bastante para unir a hoje profundamente dividida política nos Estados Unidos. O ex-presidente lamentou a influência do dinheiro e dos grupos de interesses na política ou a polarização crescente de alguns meios de comunicação, e que as pessoas se sintam impotentes ou resignadas. "É cada vez mais difícil encontrar um consenso por causa do dinheiro na política", discursou Obama. "Os interesses especiais dominam os debates em Washington de forma que não correspondem ao que a maioria dos americanos sente." O ex-presidente contou aos estudantes sobre suas experiências como líder comunitário em Chicago e como isso o levou à carreira política. Ele deu conselhos sobre liderança, lidar com o fracasso e até mesmo mídias sociais. Em seguida, Obama interagiu com a plateia, perguntando aos estudantes presentes no evento sobre o que os influencia. Após deixar a Casa Branca, a família Obama alugou uma casa em Washington, onde uma de suas filhas continua matriculada no colégio. Em 25 de maio, o ex-presidente dos EUA deverá participar de um evento público sobre a democracia, com a chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, em Berlim, que celebrará o 500º aniversário da reforma protestante. PV/efe/ap/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos