Contas públicas registram rombo de 18,2 bilhões de reais no primeiro trimestre

Déficit primário é maior dos últimos 21 anos. Cálculo não leva em consideração pagamento dos juros da dívida pública. Rombo de março, que chegou a 11 bilhões de reais, também foi o pior da série histórica.As contas do governo federal registram um déficit primário de 18,2 bilhões de reais no primeiro trimestre de 2017, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (27/04) pelo Tesouro Nacional. Esse é o pior resultado para o período desde o início da série histórica em 1997. Somente em março, o rombo foi de 11 bilhões de reais e também é o maior resultado negativo para o mês dos últimos 21 anos. Segundo o Tesouro Nacional, neste mês, as receitas líquidas caíram 1,4%, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em relação ao mesmo mês do ano passado. As despesas totais aumentaram 1,6%, descontado o IPCA. Nos três primeiros meses do ano, as receitas líquidas somaram 275,4 bilhões de reais, acumulando uma queda real (descontada a inflação) de 5% em relação ao mesmo período de 2016. Os gastos tiveram também uma queda real de 4,9%, totalizando 294,3 bilhões de reais. Já as despesas com a Previdência Social aumentaram 5,2% acima da inflação no primeiro trimestre de 2017, totalizando 40 bilhões de reais. Os gastos com o funcionalismo público subiram ainda 7,1% no mesmo período. O cálculo das contas públicas foi feito com base na receita menos as despesas, sem levar em consideração o pagamento dos juros da dívida pública. CN/abr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos