Maduro anuncia convocação de Assembleia Constituinte

Segundo o presidente venezuelano, a Constituinte será "cidadã, e não de partidos políticos$escape.getQuote().O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta segunda-feira (01/05) a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, para, segundo ele, "refundar as estruturas do Estado" e derrotar um "plano golpista". Maduro não esclareceu, no entanto, se a Constituinte vai se encarregar de redigir uma nova Constituição ou se vai se limitar a reformar a atual, aprovada em dezembro de 1999 após um processo convocado por Hugo Chávez. Segundo o presidente venezuelano, a Constituinte será "cidadã, e não de partidos políticos". Ela seria eleita com o voto direto do povo e teria cerca de 500 integrantes – 200 deles escolhidos diretamente por movimentos sociais como sindicatos e grupos indígenas. Opositores dizem que o movimento é outra tentativa de marginalizar a atual Assembleia Nacional liderada pela oposição e manter o impopular Maduro no poder em meio uma recessão e manifestações que resultaram na morte de 29 pessoas no mês passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos