Trump demite diretor do FBI

Presidente americano alega necessidade de restaurar confiança na agência ao justificar decisão. James Comey causou um escândalo durante a campanha eleitoral ao divulgar suspeitas sobre e-mails de Hillary Clinton.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu nesta terça-feira (09/05) o diretor do FBI James Comey e alegou a necessidade de restaurar a confiança pública na agência depois de meses tumultuados. Trump afirmou que a demissão tem efeito imediato e destacou que a recomendação para a substituição do diretor partiu do Departamento de Justiça, que estava investigando Comey pelas declarações públicas feitas poucos dias antes da eleição sobre suspeitas contra Hillary Clinton. Dez dias antes da eleição, o diretor anunciou que o FBI estava investigando mais e-mails como parte de um inquérito – que já havia sido encerrado – sobre o uso de um provedor privado por Hillary Clinton. A agência voltou atrás dois dias antes da eleição e disse que decidiu não processar a candidata. Porém, as declarações de Comey já haviam provocado um grande escândalo. Os democratas acusam o diretor do FBI pela derrota nas urnas. A Casa Branca disse que a busca por um novo diretor para o FBI já começou. O porta-voz do presidente, Sean Spicer, afirmou a jornalista que a demissão de Comey foi uma recomendação do procurador-geral, Jeff Sessions. Diretores do FBI são nomeados para um mandato de dez anos. Comey, de 56 anos, assumiu a agência em 2013. A demissão levantou questões sobre os motivos de Trump. Sob o comando do diretor, o FBI iniciou uma investigação sobre as eventuais conexões entre a Rússia e pessoas ligadas à campanha do republicano. CN/afp/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos