Morre Roger Moore, o 007 que fez mais filmes

Ator britânico ganhou fama internacional como James Bond em sete filmes - ninguém interpretou o agente secreto tantas vezes. Em 89 anos de vida, realizou trabalhos humanitários, ganhou condecorações e muito dinheiro.O ator britânico Roger Moore, que ganhou fama internacional interpretando o agente secreto James Bond, morreu aos 89 anos de idade, comunicou sua família nesta terça-feira (23/05), na conta oficial do ator no Twitter. "É com o coração partido que anunciamos que nosso amoroso pai, Sir Roger Moore, faleceu hoje na Suíça, depois de uma batalha curta, mas corajosa contra o câncer", diz a mensagem. "Sabemos que nosso amor e admiração serão amplificados muitas vezes, em todo o mundo, por gente que o conheceu por seus filmes, seus programas televisivos e seu trabalho apaixonado pela Unicef, que considerava sua maior conquista." Moore atuou em dezenas de filmes ao longo de mais de 70 anos de carreira. Mas seu nome está relacionado para sempre ao agente secreto da série 007. Moore personificou James Bond em sete filmes: do oitavo da série, Com 007 viva e deixe morrer, de 1973, até 007 – Na mira dos assassinos, 12 anos depois. Conhecido por suas sobrancelhas ironicamente alçadas e piadas caras-de-pau, Moore adotou o estilo de espião sutil – ao contrário da interpretação mais varonil de se predecessor Sean Connery. Moore também foi uma das últimas estrelas do cinema do tipo bom vivant, que contava Frank Sinatra e David Niven entre seus amigos e vivia no luxo da Suíça e na Riviera Francesa. Nascido Roger George Moore em 14 de outubro de 1927, em Stockwell, subúrbio de Londres, era filho único de um policial. Ele começou a carreira de ator como figurante na década de 40, antes de estudar na Academia Real de Arte Dramática. Em seguida, conseguiu um contrato do estúdio MGM, mas só obteve papéis secundários durante a década de 50.. Três algarismos que transformaram uma carreira Moore substituiu Sean Connery no papel do agente secreto galã e sedutor em 1973, apesar de, aos 45 anos, ser dois anos mais velho que Connery, e interpretou Bond até 1985. "Infelizmente tive que me aposentar dos filmes de Bond", disse Moore, na cerimônia em que recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, pouco antes de completar 80 anos. "As meninas estavam ficando mais jovens e eu, muito velho." Seus 12 anos como o agente secreto britânico o tornaram milionário e consagraram como galã em todo o mundo. Nenhum outro trabalho lhe rendeu tamanho sucesso como a série, e ninguém interpretou James Bond em tantos filmes. Desde 1991 Moore atuava como embaixador da Unicef e ajudou a levantar fundos para crianças pobres. Ele também fez campanha contra a produção de foie gras – fígado de ganso ou pato alimentado à força. Por suas ações humanitárias, Moore foi condecorado como Cavaleiro do Império Britânico, em 1999, e Cavaleiro Comandante do Império Britânico, em 2003. Em 2015, foi eleito pela revista britânica GQ o número 38 dos 50 homens mais bem vestidos. Em 1993 Roger Moore foi submetido a cirurgia por câncer de próstata. Dez anos mais tarde, recebeu um marca-passo, e em 2013 foi diagnosticado com diabetes. O ator foi casado quatro vezes e teve dois filhos e uma filha. Certa vez ele admitiu que foi fisicamente maltratado durante seus dois primeiros casamentos, com a patinadora Doorn Van Steyn e a cantora Dorothy Squires. Seus filhos são todos da união com a atriz italiana Luisa Mattioli, com se casou em 1969 e se divorciou em 1996. Em 2002, casou-se com a sueca Kristina Tholstrup. Os três filhos de Moore anunciaram que, de acordo com sua vontade, ele será enterrado em Mônaco, em funeral privado. PV/lusa/afp/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos