Prefeitos de Paris e Pittsburgh rebatem declaração de Trump

Cidades citadas pelo presidente americano ao anunciar a retirada de seu país do Acordo de Paris saem em defesa do tratado climático. Nos EUA, prefeitos e governadores se rebelam e prometem manter metas ambientais.Ao anunciar nesta quinta-feira (01/06) a retirada dos EUA do Acordo climático de Paris , o presidente dos Estados unidos, Donald Trump, comentou que "foi eleito para representar os cidadãos de Pittsburgh, não de Paris". A declaração polêmica provocou reações dos líderes de ambas as cidades e de vários outros em diversas partes dos EUA. O prefeito de Pittsburgh, Bill Peduto, rebateu através do Twitter que sua cidade, considerada coração da indústria do aço nos EUA, apoia o acordo: "Como prefeito de Pittsburgh, posso assegurar a vocês que seguiremos as diretrizes do Acordo de Paris por nosso povo, nossa economia e nosso futuro." "Fui um dos prefeitos que foram à Paris lutar pelo acordo, e minha cidade, que finalmente conseguiu se recuperar de décadas de carnificina industrial, fará todo o possível para promover seus próprios padrões ambientais", frisou Peduto. O democrata integra um grupo de 68 prefeitos americanos – inclusive os de Los Angeles, Boston, Nova York, Houston e Chicago – que divulgaram em conjunto um manifesto se comprometendo a "adotar, honrar e preservar" os compromissos relacionados aos objetivos do Acordo de Paris. "Vamos intensificar os esforços para atingir as metas climáticas atuais de cada uma de nossas cidades, pressionar por novas ações para chegar ao alvo de 1,5ºC [como limite máximo do aquecimento global] e trabalhar em conjunto para criar uma economia verde e limpa no século 21", postula o documento. "O mundo não pode esperar, tampouco nós." Os governadores dos estados da Califórnia, Nova York e Washington anunciaram a criação da Aliança do Clima para "preservar o acordo do clima de Paris e adotar ações agressivas contra o aquecimento global". Anne Hidalgo, prefeita de Paris, compartilhou a mensagem de Peduto na rede social, acrescentando: "Mais uma vez, Donald Trump está errado. Paris e Pittsburgh estão, sim, unidas em prol do Acordo de Paris." A prefeita acrescentou que o aquecimento global "representa uma ameaça singular para o futuro de nosso planeta e põe em perigo a saúde, prosperidade, segurança e a própria sobrevivência de nossos filhos e netos". RC/dpa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos