O que se sabe sobre o ataque em Londres

Terceiro atentado terrorista em menos de três meses no Reino Unido deixa sete mortos e 48 feridos no centro da capital britânica. Três agressores foram mortos pela polícia, mas identidade dos suspeitos é desconhecida.Um ataque terrorista no centro de Londres na noite deste sábado (03/06) deixou sete mortos e 48 feridos. Três homens em uma van avançaram contra pedestres na Ponte de Londres (London Bridge), uma das principais vias da capital britânica. Na sequência, eles se dirigiram ao Borough Market, mercado de produtos alimentícios na região, e esfaquearam pessoas que se encontravam no local. O que se sabe até o momento: - A primeira-ministra britânica, Theresa May, defendeu um plano com quatro áreas prioritárias para combater a ideologia do extremismo islâmico, entre elas o aumento da vigilância na internet por meios de acordos internacionais para combater o terrorismo e revisar estratégia anti-terrorismo para prover a polícia e os serviços de inteligência com todo aparato necessário. - A comissária da Polícia Metropolitana de Londres, Cressida Dick, afirmou que o "incidente está sob controle". A prioridade da polícia é identificar os três autores do ataque. - Os três suspeitos foram mortos pela polícia no Borough Market, oito minutos após o início do ataque. Eles vestiam coletes com cilindros de metal para forjar explosivos. Um dos homens teria gritado "Isso é por Alá". - May afirmou que muitos dos 48 feridos estão em situação crítica. O governo francês confirmou que entre os feridos estão dois cidadãos de Paris, um deles em estado grave. - A Ponte de Londres e a via expressa permanecem interditadas. - Os partidos políticos britânicos cancelaram as atividades nacionais de campanha programadas para este domingo. As eleições gerais no Reino Unido estão marcadas para 8 de junho e não serão adiadas, anunciou May. - Esse é o terceiro ataque terrorista no Reino Unido apenas neste ano. Em 22 de março, um homem jogou um veículo contra um grupo de pedestres nos arredores do Parlamento britânico, em Londres, matando quatro pessoas e deixando 50 feridas. Em 23 de maio, um britânico de origem líbia fez um ataque suicida em Manchester, durante o show da cantora Ariana Grande. A explosão deixou 22 mortos e mais de 60 feridos. Mais da metade das vítimas era menor de 16 anos. Foi o ataque terrorista mais mortal no Reino Unido desde os atentados de 7 de julho de 2005, em Londres. Saiba mais: Ataque terrorista atinge coração de Londres Esta matéria está sendo constantemente atualizada. Pressione Ctrl e F5 simultaneamente para atualizar a página.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos