O fim do roaming na União Europeia

A partir desta quinta-feira, usuários que viajarem a outros países da UE gastarão o mesmo que em casa para telefonar, mandar mensagens e usar internet. Bruxelas celebra data como um dos maiores êxitos do bloco.Entrou em vigor nesta quinta-feira (15/06) a norma que acaba com a cobrança de taxas de roaming nos 28 países da União Europeia, um projeto que foi negociado ao longo de mais de uma década e que foi celebrado pelas autoridades em Bruxelas como "um dos maiores êxitos da história" do bloco. A batalha de uma década contra tarifas de roaming foi encerrada em fevereiro. Ela ganhou força após o Reino Unido votar para sair do bloco, em meio a uma onda de euroceticismo no continente que deixou Bruxelas ansiosa para demonstrar os benefícios tangíveis da adesão para os cidadãos. "O fim das taxas de roaming é uma verdadeira história de sucesso europeia", afirmaram em comunicado conjunto Parlamento Europeu, Conselho da UE e Comissão Europeia. "Os cidadãos da UE poderão telefonar, mandar mensagens e usar dados nos seus dispositivos móveis ao mesmo preço que pagariam em casa." Se para o usuário acabarão os custos extras, as operadores de telecomunicações ainda vão precisar pagar umas as outras para manter os clientes conectados no exterior. Segundo o acordo alcançado no bloco, o limite para fazer chamadas no atacado – que as operadoras podem cobrar umas às outras – vai recuar de 0,05 euro por minuto para 0,032 euro por minuto, e o envio de mensagens de texto cai pela metade, de 0,02 para 0,01 euro, a partir desta quinta. Ponto mais controverso, os preços de dados serão limitados a 7,7 euros por gigabyte a partir de agora, caindo para 2,5 euros por gigabyte em 2022. Com o fim do roaming, a expectativa é que o uso dos pacotes de dados no exterior dispare, já que os consumidores não precisarão recorrer às redes wi-fi para navegar de maneira mais acessível. "Cobranças de roaming serão agora coisa do passado", declarou o presidente da Comissão Europeia, órgão executivo da UE, Jean-Claude Juncker. Bruxelas estima que o fim do roaming vai custar às telefônicas europeias 1,2 bilhão de euros. Mas a receita com o serviço já vem caindo significantemente nos últimos anos: devido a novas regulamentações europeias, desde 2007, o preço de ligações e mensagens de texto despencou 90%; e o valor das trocas de dados recuou 96% desde 2012. RPR/efe/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos