Líderes mundiais lamentam morte de Helmut Kohl

Políticos alemães e estrangeiros, bem como entidades internacionais, reagem à morte do ex-chanceler federal alemão, conhecido como o pai da Reunificação. "Um importante alemão e um importante europeu", afirma Merkel.A comunidade internacional reagiu com pesar à morte do ex-chanceler federal alemão Helmut Kohl, aos 87 anos, nesta quinta-feira (16/06). Conhecido como o pai da Reunificação, ele governou o país por 16 anos, sendo o mais longevo chefe de governo alemão do pós-guerra. Leia também: Helmut Kohl, o arquiteto da Reunificação alemã Kohl estava há anos com a saúde debilitada e morreu em sua na cidade de Ludwigshafen, no oeste alemão. Desde 2008, quando afastou-se da atividade pública, vivia dependente de uma cadeira de rodas para se locomover, após cair de uma escada e sofrer um traumatismo cranioencefálico. Veja as mensagens de condolências enviadas por líderes e entidades alemãs e internacionais: Angela Merkel "Helmut Kohl foi um importante alemão e um importante europeu", afirmou a chanceler federal da Alemanha. Em pronunciamento em Roma, Merkel disse que o ex-chefe de governo foi "o homem certo no momento certo", que soube aproveitar a "chance histórica" de superar a divisão alemã e garantir uma reunificação pacífica. "Ele mudou minha vida de forma decisiva", acrescentou a líder, que cresceu na Alemanha Oriental. Partidos alemães A União Democrata Cristã (CDU), partido de Merkel e Kohl, foi quem confirmou a morte do ex-chanceler federal nesta sexta-feira. "A CDU está de luto por um grande europeu alemão. Obrigado, Helmut Kohl. Pela Reunificação. Pela Europa", disse Peter Tauber, secretário-geral do partido. A União Social-Cristã (CSU), ramificação bávara da CDU, também prestou condolências em mensagem publicada no Twitter: "Estamos de luto pelo ex-chanceler Helmut Kohl. Kohl era um grande estadista. As suas conquistas para o nosso país são incalculáveis." Sigmar Gabriel Para o ministro alemão do Exterior, Kohl "foi um grande estadista, um grande político alemão e, acima de tudo, um grande europeu". Em comunicado, Gabriel declarou que o ex-chanceler federal "trabalhou muito não só pela Reunificação alemã, mas também pela integração europeia". Emmanuel Macron O presidente da França lamentou a morte do ex-chefe de governo alemão que, em aliança com o então líder francês François Mitterrand, pressionou por uma maior integração europeia. "Arquiteto da Alemanha unificada e da amizade franco-alemã: com Helmut Kohl, perdemos um grande europeu", escreveu Macron no Twitter. Nações Unidas "É claro para todo mundo o papel histórico de Kohl na Reunificação da Alemanha somente um ano depois da queda do Muro de Berlim, e o caminho histórico em que ele levou a Europa ao dirigir tão bem essa reunificação", afirmou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric. Otan "Helmut Kohl foi a encarnação de uma Alemanha unificada em uma Europa também unida. Quando caiu o Muro de Berlim, ele aproveitou a oportunidade. Um verdadeiro europeu", disse o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg. Líderes em Bruxelas "Muito entristecido pela morte de Helmut Kohl, meu grande amigo. Ele me guiou e me acompanhou em todos os caminhos europeus", afirmou Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, em postagem no Twitter. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, se pronunciou sobre a morte na mesma rede social: "Sempre vou me lembrar de Helmut Kohl. Um amigo e estadista que ajudou a reunir a Europa." Israel Em comunicado, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, também lamentou a morte do político e prestou condolências à família e ao povo alemão. "Entre os grandes amigos do Estado de Israel, ele era completamente dedicado a nossa segurança. Kohl foi o líder que unificou a Alemanha com mão firme e determinada. Sua admiração por Israel e pelo sionismo foi expressa em minhas muitas reuniões com ele e por meio de sua posição resoluta a favor de Israel", declarou. EK/afp/ap/dpa/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos