França detém familiares de autor de ataque na Champs-Élysées

Polícia prende pai, ex-mulher, cunhada e irmão de Adam Dzaziri, que avançou com um carro contra uma viatura policial em Paris. Morto no incidente, ele era conhecido das autoridades por ligação com islamismo radical.A promotoria pública de Paris confirmou nesta terça-feira (20/06) a prisão de quarto membros da família do homem morto após avançar com um carro contra uma viatura policial na avenida Champs-Élysees, em Paris. O suspeito, identificado como Adam Dzaziri, de 31 anos, era conhecido das autoridades por sua ligação com o "movimento islamista radical", disseram fontes ligadas às investigações do caso. Na tarde desta segunda-feira, a ex-mulher, a cunhada e o irmão de Dzaziri foram levados para interrogatório. O pai do suspeito foi detido durante a noite. No carro utilizado no ataque, ocorrido na avenida mais famosa de Paris, foram encontrados vários armamentos e um botijão de gás. Ninguém ficou ferido. O local, amplamente frequentado por turistas, foi reaberto durante a noite. O pai de Dzaziri afirmou à agência de notícias AFP que seu filho tinha uma arma registrada e "praticava tiros". O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, confirmou que Dzaziri possuía uma licença para portar armas, que teria sido emitida antes de ele entrar na mira das autoridades. Até o momento, nenhuma organização reivindicou a autoria do ataque. A França permanece em estado de emergência desde os atentados terroristas em Paris, em novembro de 2015, que deixaram 130 mortos. RC/ap/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos