Balança comercial tem melhor primeiro semestre em 29 anos

Brasil alcança superávit de 36 bilhões de dólares nos primeiros seis meses de 2017, superando marca do ano anterior. Segundo governo, suspensão da importação de carne pelos EUA ainda não teve impacto.O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) comunicou nesta segunda-feira (03/07) que a balança comercial do Brasil registrou no primeiro semestre deste ano um superávit de 36,21 bilhões de dólares – o melhor resultado para o período desde o início da série histórica, em 1989. Beneficiada pela recuperação do preço das commodities – bens primários com cotação internacional –, a balança comercial superou o recorde anterior, de 23,65 bilhões de dólares, registrado em 2016. Segundo relatório divulgado pelo MDIC, de janeiro a junho, o saldo da balança comercial acumulou alta de 53,1% em relação ao primeiro semestre do ano passado. As exportações somaram 107,714 bilhões de dólares, com uma média diária de 868 milhões de dólares, o que representa um crescimento de 19,3% em relação ao mesmo período de 2016. Já as importações somaram 71,49 bilhões de dólares ou 576 milhões de dólares por dia – o que representa um aumento de 7,3% em comparação ao primeiro semestre do ano passado. Somente em junho, as exportações superaram as importações em 7,19 bilhões de dólares. O saldo é o melhor para o mês e o segundo mais alto para toda a série histórica, só perdendo para os 7,66 bilhões de dólares registrados em maio deste ano. Apenas em junho, o país exportou 19,78 bilhões de dólares e 12,59 de dólares bilhões do exterior. O montante registrado nas exportações é resultado da quantidade exportada e do preço do produto. De acordo com o MDIC, o desempenho dos preços internacionais foi o principal fator que impulsionou o crescimento das exportações. De janeiro a junho, os preços das mercadorias exportadas aumentaram 17,6%, em média, e a quantidade vendida subiu 1,8%. Segundo o ministério, a suspensão da importação de carne fresca brasileira pelos Estados Unidos como consequência da Operação Carne Fraca, deflagrada em março pela Polícia Federal, ainda não teve impacto na balança comercial. As exportações de carne bovina encerraram junho com crescimento de 16,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. As vendas de carne suína tiveram alta de 31,2% na mesma comparação, divulgou o MDIC. PV/abr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos