Ataque com faca mata turistas em resort no Egito

Agressor invade praia privativa de hotéis no Mar Vermelho e ataca seis mulheres, matando duas delas e ferindo as demais. Segundo relatos, vítimas são cidadãs alemãs, tchecas e armênias. Suspeito é detido após incidente.Ao menos duas mulheres morreram e outras quatro ficaram feridas nesta sexta-feira (14/07), vítimas de um ataque com faca num balneário na cidade de Hurghada, no Egito, às margens do Mar Vermelho. Segundo o Ministério egípcio do Interior, o agressor foi detido logo após o incidente. Fontes médicas e de segurança relataram inicialmente que as duas turistas mortas eram ucranianas, o que foi negado pela Embaixada de Kiev no Cairo, em entrevista a uma emissora da Ucrânia. O oficial Mohamed El-Hamzawi, responsável pela segurança da província do Mar Vermelho, disse à agência de notícias Reuters que as vítimas foram identificadas como alemãs. O Ministério do Exterior em Berlim, porém, disse que ainda não foi possível confirmar oficialmente as nacionalidades.. Entre as mulheres feridas, duas seriam tchecas e duas, armênias, segundo afirmam agências de notícias. O Ministério do Exterior da República Tcheca, por meio de um porta-voz, confirmou uma cidadã entre as vítimas. Elas foram levadas para hospitais nas proximidades. As agressões ocorreram em dois hotéis adjacentes, localizados num dos balneários turísticos mais populares do Egito, a 400 quilômetros ao sul da capital, Cairo. Ambos possuem praias privativas. Segundo relatos citados pela imprensa, o agressor teve acesso à praia do Zahabia Hotel a nado, tendo partido de uma praia pública nos arredores. Lá ele esfaqueou quatro mulheres – duas não resistiram aos ferimentos e morreram –, antes de atacar outras duas no hotel Sunny Days El Palacio. "Ele tinha uma faca e esfaqueou cada uma das mulheres três vezes no peito. Elas morreram na praia", relatou o chefe de segurança de um dos hotéis, Saud Abdelaziz, à Reuters. O funcionário confirmou que, entre as vítimas, havia duas turistas tchecas e duas armênias. As autoridades egípcias estão interrogando o suspeito e ainda investigam suas motivações. A hipótese mais provável seria tentativa de roubo, mas um possível ataque terrorista não foi descartado. Não foi divulgada a identidade do agressor. Segundo a imprensa local, ele aparenta ter cerca de 20 anos. O balneário em Hurghada foi palco de um ataque semelhante em janeiro do ano passado, quando três turistas foram feridos por homens identificados como simpatizantes do grupo "Estado Islâmico". O incidente desta sexta-feira aconteceu no mesmo dia em que cinco policiais foram mortos por homens armados que, dirigindo motos, emboscaram seus veículos nos arredores do Cairo. EK/afp/ap/dpa/efe/rtr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos