Polícia alemã matou 11 pessoas em 2016

Jean-Philip Struck

Outras 28 pessoas ficaram feridas em ações policiais ao longo de todo o ano passado. Maioria dos policiais efetua apenas disparos contra animais doentes ou feridos.A polícia alemã matou 11 pessoas ao longo de 2016. Outras 28 pessoas ficaram feridas em ações policiais em todo o país, que tem 81 milhões de habitantes. Segundo detalhes das ocorrências, os disparos fatais ocorreram em situações de legítima defesa ou para salvar pessoas em perigo. Os dados também mostram que ao longo do ano passado toda a força policial do país reportou 52 situações em que policiais tiveram que disparar contra suspeitos – em vários casos, os tiros foram de advertência ou contra pneus de veículos em fuga. Os dados foram apresentados na semana passada pela Escola Superior de Polícia, baseada na cidade de Münster. Após a divulgação, a imprensa alemã apontou que o número de mortos aumentou em relação a 2015. Naquele ano, dez pessoas morreram após disparos de policiais e 22 ficaram feriadas. Em 2014, foram sete mortos e 30 feridos. Na maioria das vezes, os policiais usam suas armas apenas contra animais doentes, feridos – muitas vezes após um atropelamento – ou representam perigo. Em 2016, 12.656 animais foram mortos em situações desse tipo. Ações O número de policiais nos 16 estados alemães passa de 300 mil. As estatísticas mostram que a maioria dos policiais passa décadas na função sem jamais disparar contra outra pessoa. No ano passado, alguns dos casos envolvendo disparos contra pessoas efetuados por policiais foram amplamente explorados no noticiário local. Em julho de 2016, um jovem afegão de 17 anos foi morto pela polícia após atacar com um machado passageiros de um trem na Baviera. A polícia alemã também registrou uma morte em suas fileiras durante confronto no ano passado. O caso ocorreu em outubro, quando um policial de 32 anos foi baleado por um militante de extrema-direita do movimento Reichsbürger nos arredores de Nuremberg. Uma pesquisa publicada pela revista Stern no início do ano aponta que 88% dos alemães demonstram confiar "fortemente" na polícia – a porcentagem ultrapassa até mesmo a aprovação de outras profissões, como médicos, que registram 80%. Comparação Para efeito de comparação, dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública para o ano de 2015 – os últimos disponíveis – apontam que a polícias civil e militar do Brasil mataram 3.345 pessoas. Apenas a polícia do Rio de Janeiro matou 53 pessoas no mês de janeiro de 2016 – o equivalente a todas as mortes causadas por policiais alemães nos últimos seis anos. Segundo o último Anuário de Segurança Pública, ao menos nove pessoas morrem por dia no Brasil em decorrência de intervenções policiais. Já nos EUA, 963 pessoas foram mortas pela polícia ao longo de 2016, segundo uma reportagem do Washington Post.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos