Presidente da Federação Espanhola de Futebol é detido

Ángel María Villar, que também é membro da Fifa, o filho dele e mais três pessoas são detidos em operação anticorrupção. A suspeita é de que eles tenham obtido vantagens pessoais com a organização dos jogos.A Guarda Civil da Espanha prendeu nesta terça-feira (18/07) o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Ángel María Villar, durante uma operação anticorrupção, disseram pessoas ligadas à investigação. Villar também é vice-presidente da Fifa e presidente em exercício da Uefa. Além de Villar, também foi preso o filho dele, Gorka, assim como Juan Padrón, vice-presidente financeiro da federação, e mais duas pessoas. Outras prisões deverão ocorrer ao longo do dia. Os detidos são acusados dos crimes de administração desleal, apropriação indébita, corrupção, falsificação de documentos, entre outros, todos relacionados à organização de partidas internacionais. A suspeita é de que eles tenham obtido vantagens pessoais, por meio de diversas empresas, e em prejuízo da federação, com a organização dos jogos. Villar, de 67 anos, foi reeleito presidente da federação em maio, pela oitava vez consecutiva, para iniciar outro mandato de quatro anos depois de não encontrar oposição e sem necessidade de uma eleição. Ele comanda o futebol espanhol desde 1988. AS/efe/ap/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos