Liga Espanhola rejeita pagamento de multa rescisória de Neymar

Órgão não aceita depósito de 222 milhões de euros da rescisão de contrato e alega que PSG estaria violando o fair play financeiro da Uefa. Representantes do jogador devem acionar Fifa por transferência provisória.A Liga Espanhola comunicou que representantes de Neymar tentaram sem sucesso quitar nesta quinta-feira (03/08) a cláusula de 222 milhões de euros que liberaria o jogador brasileiro de seu contrato com o Barcelona e, desta forma, selaria sua ida ao Paris Saint-Germain (PSG). Quatro representantes de Neymar, entre eles o advogado especialista em direito esportivo Juan de Dios Crespo, apresentaram-se na sede da Liga em Madri para realizar o pagamento da multa estipulada para a rescisão do contrato do brasileiro com o Barcelona. No entanto, como já havia sido anunciado anteriormente pelo presidente da Liga, Javier Tebas, a entidade recusou o depósito. A negativa, por enquanto, impede a transferência de Neymar ao clube francês, mas seus representantes estão em busca de um plano B, enquanto os franceses aguardam para anunciar o jogador. Segundo o diário esportivo espanhol Marca, o próximo passo a ser adotado pelos advogados de Neymar é solicitar à Fifa sua transferência provisória. Como a cláusula de rescisão do contrato de Neymar com o Barcelona foi cumprida, a Liga não pode bloquear a saída do atacante brasileiro. Portanto, a Fifa deve conceder a transferência provisória e liberar o jogador. Entre os argumentos da Liga em não aceitar o depósito dos 222 milhões de euros e liberar Neymar estão a possibilidade de o PSG estar infringindo as normas do fair play financeiro, criadas pela Uefa em 2011, além de uma pendência entre Barcelona e o jogador brasileiro. Segundo o Marca, o clube espanhol tinha até o início desta semana para pagar cerca de 25 milhões de euros em bônus devido à renovação de contrato assinado por Neymar em 2016. O clube catalão, no entanto, não quitou o pagamento devido à iminente saída ao PSG. Apesar da justificativa da Liga, violações do fair play financeiro só podem ser analisadas pela Uefa, e possíveis punições só podem ser aplicadas ao fim da janela de transferências, que se encerra em 31 de agosto. As normas do fair play financeiro da Uefa estipulam um teto nos gastos dos clubes. Nenhum clube europeu pode gastar 30 milhões de euros a mais que sua receita alcançada na temporada anterior. A receita do Paris Saint-Germain foi de 521 milhões de euros na temporada 2015-2016, por exemplo. Ou seja, caso o balanço do PSG tenha sido semelhante na temporada 2016-2017, o clube francês não tem por que se preocupar com punições da Uefa – o que não seria a primeira vez. Em 2014, o PSG não conseguiu comprovar que o contrato entre o clube e o grupo Investimentos Esportivos do Catar (QSI) não estavam superfaturados. Além de uma multa de 60 milhões de euros, o PSG foi proibido de aumentar sua folha salarial e foi obrigado a inscrever apenas 21 jogadores na Liga dos Campeões – sendo oito obrigatoriamente oriundos das categorias de base. Porém, justamente a relação do Paris Saint-Germain com o grupo de investimentos QSI, que é dono do clube, pode ser uma saída para burlar a norma da Uefa. Para que o dinheiro pago a Neymar não apareça nas contas do clube francês, o atacante brasileiro pode ser contratado como embaixador da Copa do Mundo de 2022. Pastore libera a camisa 10 no PSG Segundo o jornal esportivo francês L'Équipe, Neymar passou por exames médicos a quarta-feira na cidade do Porto, em Portugal. De acordo com a publicação francesa, estiveram presentes nos exames o doutor Éric Rolland, médico do PSG, e o coordenador de esportes do clube francês, o ex-lateral Maxwell. O L'Équipe indicou que a oficialização do contrato de Neymar, sua entrevista coletiva e apresentação em Paris devem ocorrer nesta sexta-feira. O atacante não entrará em campo neste sábado, na estreia do PSG no Campeonato Francês contra o Amiens, mas deverá comparecer ao estádio Parque dos Príncipes para ver seus futuros companheiros e ser apresentado aos torcedores. Neymar deve assinar um contrato válido por cinco temporadas. Como primeiro presente de boas-vindas, segundo o jornal francês, o argentino Javier Pastore teria comunicado ao diretor esportivo do clube, Antero Henrique, que cederá a camisa 10 ao craque revelado pelo Santos. Neymar, que pode se transformar na contratação mais cara da história do futebol, despediu-se na quarta-feira de seus companheiros no Barcelona. Em Paris, Neymar vai se juntar a outras estrelas do futebol mundial, como os brasileiros Lucas, Thiago Silva e Dani Alves, o uruguaio Edinson Cavani , o argentino Ángel Di María e o alemão Julian Draxler. PV/efe/dpa/afp/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos