Ortega diz que ainda chefia Ministério Público da Venezuela

Jurista afirma desconhecer decisão da Assembleia Constituinte e que segue no cargo de Procuradora-Geral. Ministérios Públicos do Mercosul não reconhecem autoridade do sucessor.A jurista Luisa Ortega Díaz, afirmou neste domingo (06/08) que continua sendo a procuradora-geral da Venezuela e que a sua destituição foi ordenada pelo Executivo à recém instalada Assembleia Constituinte, um órgão que chamou de "ilegítimo". "Atendendo à ordem que lhe deu o Executivo, procederam à remoção de maneira ilegítima da Procuradora-Geral, mas eu desconheço essa remoção, sigo sendo a Procuradora-Geral deste país", disse Ortega durante um ato denominado "Em defesa da Constituição". A jurista afirmou que "algo anormal" ocorreu no sábado no plenário da Assembleia Constituinte porque "um outro" tomou as decisões. Ela foi substituída por Tarek William Saab, que até então chefiava a Defensoria Pública. "Destituição ilegal" Também neste domingo, procuradores-gerais dos países membros e associados do Mercosul rechaçaram a destituição de Ortega, que chamaram de ilegal, e afirmaram desconhecer a autoridade do substituto. Segundo eles, o ato representa um "profundo dano" ao Estado de Direito na Venezuela. Numa declaração conjunta, os procuradores afirmaram que a "destituição ilegal" de Ortega é "um claro atentado à autonomia e independência do Ministério Público venezuelano". Por isso, "os Ministérios Públicos dos Estados parte e associados do Mercosul não reconhecem a autoridade de uma instituição encabeçada por autoridades ilegal e arbitrariamente designadas". Segundo os signatários, a destituição de Ortega fere regras internacionais que garantem a independência do Ministério Público e que os procuradores possam desempenhar suas funções "sem qualquer intimidação, obstáculo, coação, interferência indevida ou exposição injustificada à responsabilidade civil, penal ou de outra natureza". A declaração foi assinada pelos procuradores-gerais do Brasil, Rodrigo Janot, da Argentina, Alejandra Gils Carbó, do Paraguai, Javier Díaz Verón, do Uruguai, Jorge Díaz Almeida, do Chile, Jorge Abbott Charme, e do Peru, Pablo Sánchez Velarde. AS/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos