Ataque com faca deixa mortos no sul da França

Homem ataca transeuntes na principal estação de trem de Marselha, antes de ser morto por soldados de operação antiterrorismo. Duas mulheres morrem. Autoridades francesas investigam incidente como ato terrorista.Um homem armado com uma faca atacou transeuntes neste domingo (01/10) na principal estação de trem da cidade de Marselha, no sul da França, matando ao menos duas mulheres e sendo morto em seguida pelas forças de segurança do país. Autoridades francesas suspeitam de terrorismo.

O ataque ocorreu por volta das 13h45 (horário local), próximo à estação Saint-Charles, a mais movimentada da cidade. De acordo com a imprensa francesa, que citou fontes oficiais, o homem gritou "Allahu Akbar" ("Deus é grande", em árabe) ao cometer as agressões.

Ainda segundo fontes policiais, o autor do ataque foi morto em seguida por soldados membros da operação militar antiterrorista Sentinelle, que patrulhavam a área no momento do incidente. As vítimas tinham 17 e 20 anos, e uma foi ferida no pescoço e a outra, no estômago, afirmam as autoridades.

A promotoria antiterrorista francesa já abriu um inquérito para investigar as mortes. Fontes judiciais afirmaram que serão apurados os indícios de "homicídios ligados a uma organização terrorista" e "tentativa de homicídio de forças de ordem", também com fins terroristas.

A estação Saint-Charles foi evacuada após o ataque, e as autoridades pediram para que os moradores evitem a região. Em rede social, a polícia francesa comunicou que uma operação está em andamento no local. Policiais fazem um cerco para impedir a entrada de pessoas na estação.

O sistema de transporte ferroviário também foi interrompido. Os trens que chegariam e partiriam da estação de Marselha neste domingo estão com "atraso indeterminado", segundo informa a página do serviço ferroviário francês na internet.

Uma testemunha disse à agência de notícias Reuters que viu o homem tirando uma faca de dentro da manga da camisa e, então, esfaqueando primeiro uma jovem e, depois, uma segunda mulher. Ela confirma ter ouvido o agressor gritar "Allahu Akbar". Os soldados da Sentinelle chegaram logo em seguida, acrescentou a testemunha.

Em mensagem publicada no Twitter, o ministro do Interior francês, Gérard Collomb, comunicou que irá imediatamente a Marselha. A cidade está localizada no litoral sul da França e é a segunda cidade mais populosa do país.

As patrulhas antiterroristas foram mobilizadas na França após os atentados de Paris, em 2015. Desde janeiro daquele ano, centenas de pessoas morreram em atentados extremistas islâmicos.

Os ataques mais recentes tiveram como alvo especialmente locais emblemáticos, como pontos turísticos. Em junho deste ano, um homem bateu num carro de polícia na avenida Champs-Elysées, em Paris, sendo morto em seguida. Ninguém ficou ferido na ocasião.

EK/afp/ap/dpa/efe/lusa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos