1930: Ford chega à Alemanha

Gerda Gericke (rw)

No dia 2 de outubro de 1930, a fábrica da montadora Ford começou a ser construída em Colônia, na Alemanha. Era a segunda subsidiária da empresa americana na Europa.Henry Ford em pessoa atravessou o Atlântico em outubro de 1930 para participar da festa de lançamento da pedra fundamental da montadora da Ford em Colônia, no oeste da Alemanha.

A fábrica americana já produzia no país desde 1926, em Berlim, onde era montado o Tin Lizzy, que na época fazia o maior sucesso nos Estados Unidos. Produzido em esteira, custava 850 dólares.

Modelo T

O Tin Lizzy, que se tornou conhecido na Alemanha como Ford Modelo T, era adequado tanto para os passeios como para o trabalho no campo, por causa da posição de suas rodas. Suas peças vinham de navio em caixas de madeira para posterior montagem em Berlim.

No final dos anos 1920, sete outros concorrentes da Ford nos Estados Unidos estavam se estabelecendo no mercado alemão. Na busca por um local adequado para a fábrica, a disputa foi acirrada entre Hamburgo, Frankfurt, Duisburg, Düsseldorf, Neuss e Colônia, às margens do Reno.

A concorrência entre os prefeitos foi enorme, pois cada um queria oferecer as melhores condições à Ford. Por fim, a decisão acabou sendo por Colônia, porque o prefeito Konrad Adenauer (mais tarde chanceler federal alemão) cobriu as vantagens fiscais oferecidas por Neuss, a principal concorrente.

Produção em tempos difíceis

No dia 15 de abril de 1931, foram encerradas as atividades em Berlim e no dia 4 de maio já estavam sendo produzidos os primeiros exemplares do Modelo A em Colônia. No começo, de dez a 12 automóveis deixavam a linha de produção a cada hora.

O início da Ford às margens do Reno se deu numa época de grandes dificuldades econômicas. A Alemanha estava arrasada por causa da crise mundial e a República de Weimar praticamente não conseguia controlar a economia interna.

Menores salários e mais vagas

Em 1930, os fabricantes estrangeiros só dominavam 28% do mercado alemão. A General Motors chegou a suspender a fabricação em Berlim. Já a Ford crescia e se multiplicava. Os americanos foram espertos: diminuíram os salários, mas aumentaram o número de vagas. Já em 1938, um ano antes do começo da Segunda Guerra, foram produzidos 35 mil carros.

Em outubro de 1948, três anos depois do final da guerra e alguns meses depois da reforma monetária, o Ford Taunus deixava a linha de produção. Era o primeiro veículo pós-guerra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos