Megaoperação brasileira contra pedofilia prende mais de 100

Polícia Civil cumpre 178 mandados em 24 estados e no Distrito Federal, em ação descrita pelo Ministério da Justiça como uma das maiores do tipo no mundo. Mais de 150 mil arquivos de conteúdo criminoso são identificados.A Polícia Civil prendeu mais de cem pessoas em todo o país nesta sexta-feira (20/10) em uma megaoperação do Ministério da Justiça contra pedofilia, intitulada Luz na Infância. Os policiais cumprem 178 mandados de busca e apreensão em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal.

No início da tarde desta sexta-feira, o número de presos chegou a 108, mas as detenções ainda podem aumentar até o fim do dia, uma vez que a operação segue em andamento. A maior parte dos mandados foram expedidos em São Paulo, somando 40 deles.

Leia também: "Na darknet se compra tudo anonimamente, de armas a drogas"

Os detidos são suspeitos de divulgar conteúdo de pornografia infantil e pedofilia na internet. Em alguns casos, afirmam autoridades, eles eram também os responsáveis pela produção do material. Segundo a Constituição, apenas armazenar esse tipo de conteúdo já configura crime.

Foram encontrados mais de 150 mil arquivos com conteúdo pornográfico de menores de idade, como cenas de sexo explícito envolvendo crianças.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça, informou que a Luz na Infância é uma das maiores operações contra pedofilia do mundo. Mais de 1.100 policiais civis foram mobilizados para cumprir as dezenas de mandados nesta sexta-feira.

Apenas Amapá e Piauí estão de fora, porque não concluíram as investigações a tempo. Segundo a imprensa brasileira, mandados devem ser expedidos nesses dois estados nas próximas semanas.

O trabalho de investigação durou cerca de seis meses, e o objetivo agora é identificar se os suspeitos detidos estão ligados a quadrilhas nacionais e internacionais ou se agiam sozinhos.

A Senasp informou que os investigadores contaram com a colaboração de autoridades dos Estados Unidos e da União Europeia, que forneceram informações e softwares necessários para monitorar os suspeitos. Os dados foram então repassados para as polícias civis dos estados.

O nome da operação, deflagrada nesta sexta-feira, é uma referência à chamada deep web – também conhecida como darknet ou web obscura –, área da internet onde pedófilos costumam disseminar os materiais.

"A internet facilita esse tipo de conduta criminosa e, via de regra, os criminosos agem nas sombras e guetos da rede mundial de computadores", disse o Ministério da Justiça, em nota.

"Luz na Infância significa propiciar a crianças e adolescentes vítimas de abuso e violência sexual o resgate da dignidade, bem como, tirar esses criminosos da escuridão, para que sejam julgados à luz da Justiça", completou.

EK/abr/ots

____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos