Merkel é a mulher mais poderosa do mundo, diz "Forbes"

Chanceler federal alemã aparece pela sétima vez consecutiva no topo da lista das 100 mulheres mais influentes. Revista destaca vitória acirrada nas eleições em meio à ascensão do partido populista de direta AfD.A chanceler federal alemã, Angela Merkel, foi eleita a mulher mais poderosa do mundo pela sétima vez consecutiva , anunciou nesta quinta-feira (02/11) a revista Forbes.

"Neste ano, Merkel venceu uma eleição acirrada que marcou a entrada do partido [populista de direita] Alternativa para a Alemanha (AfD) no Parlamento alemão", disse a publicação em comunicado.

"Ela terá que segurar firme o leme da União Europeia (UE) enquanto enfrenta as tempestades do Brexit [saída do Reino Unido da UE] e o crescente sentimento anti-imigração na Europa", acrescentou a revista. "O poder de Merkel ainda é sólido graças a uma baixa taxa de desemprego e a um forte crescimento da economia alemã."

A lista das 100 personalidades femininas que se destacaram em 2017 traz a primeira-ministra britânica, Theresa May, em segundo lugar. "Agora, May tem que manter uma coalizão governamental frágil e conduzir o país rumo ao Brexit até 2019", destaca a Forbes.

Hillary Clinton, que ficou na segunda posição no ranking em 2016, caiu para a posição 63 depois de perder as eleições presidenciais para o presidente americano, Donald Trump.

A filha de Trump, Ivanka, que atua como conselheira da Casa Branca, ficou em 19º lugar, e a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, ficou em 43º.

Melinda Gates, copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates, ficou em terceiro lugar, seguida de Sheryl Sandberg, chefe de operações do Facebook, e Mary Barra, CEO da General Motors.

Confira as mulheres que ficaram nas primeiras dez posições do ranking da Forbes:

1- Angela Merkel, chanceler federal alemã

2- Theresa May, primeira-ministra britânica

3- Melinda Gates, copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates

4- Sheryl Sandberg, chefe de operações do Facebook

5- Mary Barra, CEO da General Motors

6- Susan Wojcicki, CEO do Youtube

7- Abigail Johnson, presidente da Fidelity Investiments

8- Christine Lagarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI)

9- Ana Patrícia Botín, presidente do Grupo Santander

10- Ginni Rometty, CEO da IBM

KG/dpa/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos