Terremoto deixa mortos na fronteira entre Irã e Iraque

Tremor de magnitude 7.3 abala cidades nos dois países do Oriente Médio, sendo sentido também nas capitais Teerã e Bagdá. Autoridades falam em dezenas de mortos e centenas de feridos, além de vários prédios danificados.Um forte terremoto de magnitude 7.3 abalou neste domingo (12/11) a região norte da fronteira entre o Irã e o Iraque, deixando mortos nos dois países do Oriente Médio, além de centenas de feridos.

Na província de Sulaymaniyah, na região curda do Iraque, autoridades informaram que seis pessoas morreram e outras 150 ficaram feridas. Entre as mortes na província, quatro ocorreram na cidade de Darbandikhan, e outras duas, na cidade de Kalar.

O quadro em Darbandikhan, a cerca de 70 quilômetros de Kalar, é o mais preocupante. Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade, segundo o ministro da Saúde curdo, Rekawt Hama Rasheed. "A situação lá está muito crítica", afirmou ele à agência de notícias Reuters.

O principal hospital da região ficou gravemente danificado com o sismo e está sem eletricidade, acrescentou Rasheed, por isso os feridos estão sendo levados para a cidade de Sulaymaniyah, capital da província de mesmo nome. Foram muitos os danos em edifícios e residências em Darbandikhan, segundo o ministro.

Na capital, Bagdá, residentes relatam pânico e correria. "Eu estava jantando na mesa com meus filhos quando, de repente, senti o prédio dançar no ar", contou Majida Ameer, que então correu para fora do edifício com as crianças. "Primeiro pensei que era uma bomba. Mas então ouvi pessoas ao meu redor gritando 'terremoto!'."

Do outro lado da fronteira, no Irã, a televisão estatal informou que há muitos mortos e feridos, uma vez que o terremoto atingiu ao menos oito cidades e vilas na fronteira com o Iraque. A eletricidade foi cortada na região e equipes de resgate foram enviadas.

O último balanço oficial das autoridades iranianas fala em 30 mortos no país, além de 200 feridos. O tremor também foi sentido na capital, Teerã.

O governo da cidade iraniana de Qasr-e Shirin disse à imprensa que, ali, o sismo deixou ao menos dois mortos, além de 25 feridos. A imprensa, no entanto, fala em seis mortos na cidade.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o tremor teve seu epicentro a 32 quilômetros da cidade de Halabja, no Iraque, e a uma profundidade de 23,2 quilômetros. Autoridades adiantam que o número de vítimas ainda pode aumentar.

EK/efe/rtr/afp/ap/dpa/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos