Alemanha recupera diários roubados de John Lennon

Polícia berlinense prende receptador que tentava vender itens roubados do espólio do ex-Beatle. Objetos foram roubados em 2006 da viúva Yoko Ono em Nova York.Passados quase 37 anos do assassinato de John Lennon (1940-1980), a polícia berlinense prendeu nesta segunda-feira (20/11) um homem de 58 anos pela receptação e tentativa de venda de objetos roubados do espólio do ex-Beatle.

Os itens foram roubados em 2006 da viúva de Lennon, Yoko Ono, em Nova York, e apareceram há três anos na capital alemã nas mãos de um possível receptador. Os objetos se encontram agora em segurança.

Alguns diários de Lennon estavam entre os objetos, afirmaram o Ministério Público e a polícia de Berlim. As autoridades disseram ainda que o outro suspeito de envolvimento no crime está vivendo na Turquia, fora do alcance da lei alemã.

O suspeito foi preso nesta segunda-feira em Berlim. "As buscas foram bem-sucedidas, em seu carro puderam ser encontrados outros objetos escondidos e que possivelmente fazem parte do espólio de John Lennon", relataram os investigadores. Ainda não foi tomada uma decisão sobre a divulgação do material apreendido.

Lennon foi morto a tirosem frente a seu prédio no Central Park em Nova York, por um homem com problemas mentais, em 8 de dezembro de 1980. O músico teria completado 77 anos em outubro passado.

CA/afp/dpa

___________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos