Londres perde agências europeias devido ao Brexit

Paris e Amsterdã receberão autoridades bancária e de medicamentos, que deixarão capital britânica após saída do Reino Unido da UE. Espanha culpa separatismo catalão por Barcelona ter sido preterida.O Conselho de Assuntos Gerais da União Europeia (UE) escolheu nesta segunda-feira (20/11) Paris para sediar a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) e Amsterdã como futura sede da Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

A EBA e a EMA, atualmente localizadas em Londres, terão que deixar o Reino Unido quando este país tiver saído da UE, o que está previsto para março de 2019. As sedes são muito cobiçadas por causa dos empregados que geram e por movimentarem a economia local com encontros e conferências. A EMA, por exemplo, atrai cerca de 35 mil pessoas à sua sede todos os anos.

Barcelona era tida como uma das favoritas para receber a EMA, mas foi eliminada já na primeira rodada de votação. O governo espanhol atribuiu a eliminação às incertezas criadas pelo movimento separatista catalão.

Leia também: UE dá ultimato a Londres em negociação do Brexit

Paris e Amsterdã foram escolhidas por sorteio na terceira rodada da votação, após empates na segunda rodada. A capital francesa empatou com Dublin por 13 votos, um a menos que o necessário para vencer a disputa. Já Amsterdã estava empatada com Milão.

Frankfurt, sede do Banco Central Europeu, era uma das favoritas para sediar a EBA, mas caiu fora na segunda rodada, ao receber apenas quatro votos.

Também saíram perdendo os países do Leste Europeu, que se queixam que poucas das cerca de 40 instituições europeias são sediadas na região e exigiam para si ao menos uma das duas.

Com 159 funcionários, a EBA é responsável pela regulamentação e supervisão dos bancos europeus, além de manter a estabilidade e garantir a integridade, eficiência e o bom funcionamento das instituições bancárias. Com cerca de 900 funcionários, a EMA exerce papel fundamental perante a indústria farmacêutica, autorizando o comércio de medicamentos no bloco.

A França já sedia quatro agências da UE. A Autoridade Europeia de Valores e Mercados e o Instituto de Estudos de Segurança da UE também têm sede em Paris.

A Comissão Europeia se encarregará das propostas legislativas para as mudanças. A decisão ainda precisa da aprovação final dos países e do Parlamento Europeu.

RC/efe/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos