Tesla ativa maior bateria de íon-lítio do mundo

Dispositivo instalado na Austrália Meridional pode alimentar 30 mil casas por uma hora. Construída pela empresa de Elon Musk, bateria armazena energia gerada por turbinas eólicas.A Tesla ativou a maior bateria de íon-lítio do mundo. O dispositivo construído pela empresa americana automotiva e de armazenamento de energia começou a fornecer energia à rede elétrica do estado da Austrália Meridional, anunciou o governo local nesta sexta-feira (1º/12). O CEO da Tesla, Elon Musk, havia prometido construir a bateria em 100 dias, e a promessas foi cumprida.

A bateria de 100 megawatts tem uma capacidade de armazenamento três vezes maior que a recordista anterior. O governo da Austrália Meridional disse que a bateria pode ter uma vida útil de mais de 30 anos, mas que necessitará de atualizações.

Leia também: Quando será a virada energética global?

A bateria gigante faz parte de um plano de 550 milhões de dólares australianos (aproximadamente 420 milhões de dólares) anunciado em março pelo governo da Austrália Meridional, para tornar o estado independente da rede elétrica nacional. O custo da bateria não foi divulgado.

A Austrália Meridional, que depende fortemente da energia solar e eólica, tem enfrentado dificuldades para encontrar uma maneira de reforçar sua frágil rede elétrica desde um apagão sofrido durante uma tempestade no ano passado. Outros cortes de energia assolaram o estado nos últimos meses.

O governo local anunciou que a bateria começou a distribuir energia à rede elétrica do estado na quinta-feira à tarde, fornecendo 70 megawatts. "A Austrália Meridional está liderando mundialmente em energia renovável e despachável fornecida a lares e empresas 24 horas por dia", disse o governador Jay Weatherill.



Embora a bateria possa alimentar 30 mil casas por até uma hora sem qualquer outra fonte de energia, é mais provável que o equipamento seja ativado para tirar a pressão da rede elétrica em momentos de alta demanda.

A bateria está instalada numa usina de energia renovável em Jamestown, cerca de 200 quilômetros ao norte de Adelaide. Na estação, existem cerca de 640 Tesla Powerpacks, conjuntos que contêm cada um 16 baterias individuais. Estas armazenam energia gerada em uma parque eólico próximo, com 99 turbinas e de propriedade da empresa francesa Neoen. Cada Powerpack pesa 1,6 tonelada e mede 2,1 metros de altura, 1,3 metro de comprimento e 0,8 metro de largura.

Baterias de íon-lítio foram comercializadas pela primeira vez pela Sony em 1991 e são consideradas umas das baterias recarregáveis mais eficientes atualmente disponíveis no mercado. Os eletrodos nas baterias são feitos de lítio e carbono, o que os torna leves e altamente reativos.

As baterias exigem pouca manutenção e não requerem ciclos programados, um procedimento que envolve a descarga total de uma bateria e depois recarregá-la novamente para prolongar a vida útil.

As baterias de íon-lítio têm capacidade de armazenar uma quantidade enorme de energia – em média, 150 watts-hora de eletricidade por cada quilograma de bateria. Atualmente são amplamente utilizadas em produtos como laptops e telefones celulares.

PV/dpa/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos