Maioria dos brasileiros se opõe a privatização de estatais

Resistência à transferência de empresas públicas para o setor privado é marcada até entre adeptos de partidos pró-redução do Estado. Apoio majoritário só se registra entre os que ganham mais de dez salários mínimos.Segundo levantamento publicado pelo jornal Folha de São Paulo nesta terça-feira (26/12), 70% dos brasileiros se opõem à privatização das companhias estatais. O rechaço predomina em quase todos os segmentos, independente de religião, gênero, escolaridade ou preferência política.

Entre os opositores da transferência de empresas públicas para o setor privado estão até mesmo eleitores de partidos que historicamente fizeram da redução do aparato estatal o eixo central de sua plataforma política – como, por exemplo, 55% dos simpatizantes do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Durante a presidência de Fernando Henrique Cardoso (1995-2003), a legenda de centro-direita executou uma ampla agenda de privatizações.

O estudo, que tem margem de erro de mais ou menos dois pontos percentuais, foi realizado pelo instituto de pesquisa Datafolha com 2.765 indivíduos. Ele mostra que o apoio às privatizações só é majoritário (55%) entre os entrevistados cujo salário mensal excede dez salários mínimos (937 reais).

A aceitação cai em proporção direta aos vencimentos, chegando a 13% entre os que ganham dois salários mínimos por mês ou menos. No total, 67% dos participantes veem mais prejuízos do que benefícios na venda de firmas nacionais a grupos estrangeiros.

Em agosto último, o governo Michel Temer anunciou um pacote de privatizações, com o qual pretende arrecadar 20 bilhões de dólares. O programa governamental inclui 57 projetos de privatização de estatais e concessões de empresas públicas com o objetivo de aquecer a economia do país atualmente em crise. Na mesma época, o Ministério da Fazenda anunciou um déficit fiscal de 51 bilhões de dólares para os anos de 2017 e 2018.

AV/dpa,ots

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos